segunda-feira, 31 de agosto de 2020

Eduardo da Fonte defende taxação de grandes fortunas para financiar o Renda Brasil

 


Em discurso no plenário da Câmara dos Deputados, o deputado federal Eduardo da Fonte (PP-PE) defendeu a taxação de grandes fortunas como alternativa para financiar o Renda Brasil. O parlamentar é o autor do PL 3023/20, que pode servir como base para a criação do programa social.

“A taxação de grandes fortunas ajudará a garantir recursos para a implantação do Renda Brasil. É fundamental que aqueles que ganham mais contribuam para alcançarmos a justiça social. Isso já é feito e funciona em diversos países da Europa. Precisamos distribuir renda no Brasil e esse é um dos caminhos”, enfatizou Eduardo da Fonte.

Secretário de Agricultura alerta prefeitos e parlamentares sobre mudanças no Garantia-Safra em estudo pelo Governo Federal

 

Foto: Edilson Júnior/SDA

Em ofício enviado aos prefeitos e parlamentares pernambucanos nesta segunda-feira (31), o secretário de Desenvolvimento Agrário do Estado, Dilson Peixoto, faz uma alerta sobre as mudanças no programa Garantia-Safra em estudo pelo Governo Federal, o risco de descaracterização do programa e a necessidade da realização de um amplo debate quando a proposta chegar ao Congresso Nacional.

Entre as propostas em estudo destacadas no documento está a destinação de parte do benefício recebido pelos agricultores, em caso de perda de 50% ou mais das lavouras, às empresas de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER). 

Segundo a alteração proposta, dos atuais R$ 850 pagos pelo programa, as empresas de ATER ficariam com R$ 350 e os agricultores e agricultoras familiares teriam o benefício reduzido para R$ 500.

Outra mudança em estudo altera o calendário de pagamentos das contribuições de estados e municípios, que passariam a desembolsar o seu aporte (R$ 51 por agricultor inscrito, no caso dos municípios, e R$ 102 por agricultor, no caso dos estados) no início do processo de adesão e não mais de forma parcelada, ao longo do processo, como ocorre atualmente.

De acordo com o secretário, além de penalizar os agricultores com a redução do benefício, a divisão com as empresas de ATER é insuficiente para cobrir as despesas. “É preciso refletir sobre a falta que esse valor (R$ 350) fará aos agricultores e a efetividade de seu repasse às empresas de ATER, uma vez que, segundo levantamento do IPA, cada família assistida pelo instituto demanda um investimento de R$ 1.600”, comparou.

Sobre a mudança no calendário de pagamentos dos aportes de estados e municípios, o documento chama a atenção para o impacto nas contas das cidades de pequeno porte do semiárido nordestino. “Em geral, esses municípios possuem baixo IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) e o caixa já comprometido com a folha de pagamentos e custeio da saúde e da educação. A exigência desse pagamento no início do processo pode inviabilizar a adesão de muitos municípios e de sua população rural”, destacou Dilson.

Fonte: https://nilljunior.com.br/

sábado, 29 de agosto de 2020

Área econômica chega a R$ 300 para auxílio emergencial pedido por Bolsonaro, e Renda Brasil fica para segundo momento

 

Blog Gerson Camarotti

A equipe econômica do governo chegou ao valor pedido pelo presidente Jair Bolsonaro para a prorrogação do auxílio emergencial até o fim do ano: R$ 300.

A expectativa é que o próprio presidente anuncie nesta sexta-feira (28) a prorrogação e o valor de R$ 300, até mesmo para evitar o que um auxiliar do governo chamou de “leilão” no Congresso Nacional.

Com isso, o anúncio do programa Renda Brasil ficará para um segundo momento, já que a equipe econômica deve apresentar novos cálculos para que o presidente tome a decisão.

Um integrante do governo lembra que, no discurso que fez em Minas Gerais, Bolsonaro sinalizou que queria um tempo maior para debater, sem pressão, o Renda Brasil. No discurso, o presidente disse que a proposta está suspensa.

Esse integrante lembra que todos os cálculos precisam levar em conta os limites do teto de gastos.

Fonte: https://blogdofinfa.com.br/page/3

Coluna do sabadão

 

Mais tempo para votar

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Luís Roberto Barroso, que estará na live deste blog na próxima quarta-feira, decidiu ampliar o horário de votação nas Eleições Municipais de 2020 em uma hora por conta da pandemia da Covid-19. A intenção é garantir mais tempo para que eleitores votem com segurança e tentar reduzir as possibilidades de aglomeração nos locais de votação.

Com isso, os quase 148 milhões de eleitores aptos a participar do pleito irão às urnas de 7h as 17h (considerando o horário local) no primeiro turno, marcado para 15 de novembro, e, onde for necessário, no segundo turno, marcado para 29 de novembro. O horário foi definido após análise de estatísticos do tribunal e avaliação de uma consultoria técnica, formada por especialistas do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa), Insper, Fiocruz e Universidade de São Paulo (USP).

O TSE também definiu, por orientação da consultoria sanitária formada pela Fiocruz, Hospital Sírio Libanês e Hospital Albert Einstein, que haverá horário de votação preferencial de 7h as 10h para pessoas acima de 60 anos, que fazem parte do grupo de risco para o coronavírus. O ministro Barroso afirmou que a antecipação do início da votação para 7h – em lugar da extensão para 18 h -- atende pleito dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs).

 "Após ouvirmos os presidentes de Tribunais Regionais Eleitorais e os respectivos diretores-gerais, ficou decidido, por unanimidade, que este horário será de 7 horas da manhã às 17 horas. Não foi possível estender para mais tarde do que isso porque, em muitas partes do Brasil, depois dessa hora, há dificuldade de transporte e há problemas de violência."

Barroso lembrou ainda que o TSE adotará "todas as medidas possíveis e razoáveis" para garantir a segurança dos eleitores e mesários no dia da votação. Ele lembrou que um grupo de empresas e de entidades de classe doará equipamentos de proteção individual, como máscaras, protetores faciais (face shiels) e álcool em gel e spray para quem trabalhar na eleição, além de álcool em gel para que eleitores higienizem as mãos nas seções de todo o País.

Barroso ressaltou que, apesar do momento delicado para a saúde pública do país, os eleitores podem e devem exercer o direito do voto - com todos os cuidados necessários -, uma vez que esse é o instrumento pelo qual os cidadãos definem os rumos do país. "Nós estamos fazendo todo o possível para conciliar, na maior medida, a saúde pública da população com as demandas da democracia. É votando nas eleições municipais que você define o destino da sua cidade e, em última análise, os rumos do Brasil. Vote consciente", afirmou o presidente do TSE.

Guedes derrotado – Após a pressão de ministros e do Congresso Nacional por mais recursos para o Plano Pró-Brasil de retomada dos investimentos, o governo Jair Bolsonaro deve destinar R$ 6,5 bilhões do Orçamento para obras públicas. Desse valor, R$ 3,3 bilhões serão indicados diretamente pelos parlamentares e poderão ser usados para contemplar ações em seus redutos eleitorais. Os ministérios do Desenvolvimento Regional e da Infraestrutura devem receber R$ 1,6 bilhão cada. O valor negociado representa um revés para o ministro da Economia, Paulo Guedes, que queria limitar a verba a R$ 4 bilhões e priorizar a aprovação de novos marcos regulatórios para atrair o capital privado. Por outro lado, o ministro conseguiu evitar uma manobra "fura teto".

Sem dinheiro – Na live da quinta-feira passada, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que é preciso que as pessoas retornem ao trabalho, e reiterou que a prorrogação do auxílio emergencial será apenas até o final do ano, com um valor que ficará entre 200 reais a 600 reais. Bolsonaro voltou a dizer que não é possível manter as parcelas de 600 reais devido ao custo mensal de 50 bilhões de reais, mas disse que o valor de 200 reais propostos inicialmente pelo Ministério da Economia é insuficiente. O presidente ressalvou que o dinheiro para bancar o benefício concedido a vulneráveis e trabalhadores informais devido à pandemia de Covid-19 "não é nosso", e acaba levando a um endividamento do País.

Rastro do horror – O desastre ambiental do derramamento de óleo afetou a vida de pelo menos 350 mil pescadores nordestinos. É o que aponta um estudo do Comitê UFPE SOS Mar, que tem sede no Recife e envolve pesquisadores de todo a região, além de estados como São Paulo e Pará. A conclusão do inquérito da Marinha não apontou culpados. As manchas atingiram mais de mil localidades no Brasil, em 2019. Um ano depois, ainda são desconhecidas as causas e a origem do problema. O grupo de pesquisadores acompanhou a vida das comunidades pesqueiras nos meses seguintes ao derramamento de óleo que atingiu o litoral de nove estados do Nordeste e dois do Sudeste, totalizando 130 municípios.

Lobby do contra – O ímpeto da equipe econômica em retomar a reforma administrativa após a pressão do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, fez servidores públicos federais voltarem imediatamente a articular o lobby contra mudanças nas carreiras. Nas últimas semanas, representantes de sindicatos e associações intensificaram os contatos com deputados e senadores, que têm sido bombardeados com telefonemas e mensagens. O principal argumento dos servidores é que a reforma da Previdência já reduziu a remuneração líquida de todos os funcionários públicos. Alegam ainda que falta transparência do governo sobre a proposta, que havia sido engavetada pelo presidente Jair Bolsonaro.

CURTAS

METEU A MÃO – O Ministério Público Federal (MPF) afirma que o escritório de advocacia da primeira-dama Helena Witzel era utilizado para intermediar o pagamento de propina para o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), que foi afastado, ontem, do cargo.  O escritório, que não tinha nenhum outro funcionário, recebeu R$ 554 mil suspeitos de ser propina para o seu marido entre 13 de agosto de 2019 a 19 de maio de 2020. Desse montante, R$ 74 mil foram repassados diretamente para o governador. O casal está entre os denunciados pela Procuradoria-Geral da República (PGR) por corrupção na área da saúde.

LIVES DO BLOG – O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luis Roberto Barroso, participa de live pelo YouTube deste blog na próxima quarta-feira, às 18 horas com transmissão simultânea pela Rede Nordeste de Rádio. Vai tratar das regras eleitorais numa eleição atípica, num momento em que o País vive o drama na saúde pública provocado pela pandemia do coronavírus. Na quinta, no dia seguinte, será a deputada Bia Kicis (PSL-DF), para falar de crise nacional e CPI das Fake News, esta às 19 horas, pelo Instagram.

Perguntar não ofende: Será que somente o governador do Rio meteu a mão no dinheiro da Covid?

Pleno do TRE-PE decidirá sobre atos públicos na pandemia

 

A Corte do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) se reúne, nesta sexta-feira (28/08), às 17h, para decidir como se darão atos públicos do processo eleitoral, como convenções partidárias e eventos ligados à propaganda eleitoral, em meio à pandemia da covid-19.

A sessão extraordinária foi convocada em razão de uma consulta formalizada pela Procuradoria Regional Eleitoral de Pernambuco (PRE-PE) nesta quinta-feira.

“Trata-se de uma oportuna iniciativa da Procuradoria Regional Eleitoral, porque dá ensejo a que o TRE-PE, respondendo à consulta formulada, firme o seu entendimento sobre a possibilidade ou não da realização presencial de convenções partidárias, comícios e passeatas, durante a pandemia da covid-19, no âmbito do Estado de Pernambuco”, diz o presidente do TRE-PE, desembargador Frederico Neves.

A consulta foi distribuída ao vice-presidente e corregedor do TRE-PE, desembargador Carlos Moraes. Na peça do Ministério Público Eleitoral, o procurador regional eleitoral, Wellington Saraiva, e o procurador regional eleitoral substituto, Fernando José Araújo Ferreira, questionam o Tribunal sobre a aplicação da legislação em em relação a atos públicos que possam gerar aglomeração e, desta forma, aumentar o risco de contágio pelo novo coronavírus.

Entre as indagações, consta a seguinte: “Caso partidos políticos decidam realizar convenções partidárias na forma presencial, devem observar as regras sanitárias mais restritivas, entre as federais, estaduais e municipais, em face da pandemia de covid-19, causada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2, HcoV-19 ou 2019-nCoV)?”

“A finalidade da consulta é permitir que o Tribunal defina se os atos de campanha eleitoral, pré-campanha eleitoral e as convenções partidárias estão sujeitas às normas sanitárias baixadas pelas autoridades federais e pelo Governo de Pernambuco. Existe em vigor um decreto que proíbe aglomeração em número de pessoas superior a 10 em espaços abertos ao público. Devido à manutenção da gravidade da pandemia, é preciso que se defina se devem prevalecer as normas sanitárias estaduais e federais mesmo diante da permissão existente na leis eleitorais para realização de atos de campanha, de pré-campanha e convenções partiárias”,explica o procurador regional eleitoral, Wellington Saraiva.

De acordo com o calendário eleitoral, a propaganda começa em 27 de setembro. Já as convenções partidárias para escolha dos candidatos deverão se realizar entre 31 de agosto e 16 de setembro. Em 4 de junho passado, com objetivo de evitar aglomerações em meio à pandemia da covid-19, o plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu, por unanimidade, que as convenções podem ser realizadas por meio virtual.

DECISÃO NO AGRESTE

Exatamente com base na decisão do TSE criando a possibilidade das convenções virtuais, o juiz da 34ª Zona Eleitoral (Surubim, Casinhas e Vertente do Lério), Joaquim Francisco Barbosa, proferiu decisão que veda, nos três municípios, a realização de atos presenciais que ocasionem a aglomeração de pessoas. Clique aqui e leia a íntegra da decisão.

Fonte: https://nilljunior.com.br/

quarta-feira, 26 de agosto de 2020

Deputado destaca benefício do Casa Verde e Amarela para o NE

 

Líder do PSC na Câmara Federal, o deputado André Ferreira participou, hoje, do lançamento do Casa Verde e Amarela, o novo programa habitacional do Governo do presidente Jair Bolsonaro que substituirá o Minha Casa, Minha Vida. Criada por Medida Provisória, a matéria segue para a tramitação no Congresso Nacional.

André Ferreira elogiou a proposta, que vai beneficiar, até 2024, mais de 1,6 milhões de famílias de todo País, mas principalmente nas regiões Nordeste e Norte.

“O Governo do presidente Jair Bolsonaro mostra uma grande sensibilidade com os que mais necessitam da ajuda do Estado, principalmente com os moradores do Norte e Nordeste, que serão os maiores beneficiados. É com ações como essas que vamos transformando para melhor a realidade do nosso País”, destacou o líder do PSC. 

O Casa Verde e Amarela terá como uma das principais novidades a redução nos juros, que atualmente ficam entre 5% e 5,5% ao ano. Pela nova proposta, o Nordeste e Norte terão taxas diferenciadas, com a queda de até 0,5 ponto percentual para famílias com renda de até R$ 2 mil mensais e 0,25 pontos percentuais para quem ganha entre R$ 2 mil e R$ 2,6 mil. Assim, o percentual ficará em 4,25% ao ano. Nas demais regiões, em 4,5%.

“Ao criar condições mais atrativas para o Nordeste e Norte, o programa também estimula a economia das duas regiões, com o aquecimento da construção civil. Ou seja, é uma medida extremamente importante que vai ajudar a combater a desigualdade no País”, avaliou André Ferreira.

Fonte: https://www.blogdomagno.com.br/

segunda-feira, 24 de agosto de 2020

DICINHA DO CALÇAMENTO - Pré - Candidato a Vereador do MDB em Tabira

 

O melhor está por vir, Vem com a gente!

Juventude de Atitude, por mais trabalho, Ação Social e mais Saúde!

O Futuro nos espera, Vamos pra Luta Galera!

Reabertura das agências do INSS é adiada para 14 de setembro

 

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia e do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) decidiram adiar até o dia 14 de setembro o retorno gradual e seguro do atendimento presencial nas Agências da Previdência Social. 

Desta forma, o atendimento exclusivo por meio de canais remotos será também prorrogado até o dia 11 de setembro e continuará sendo realizado mesmo após a reabertura das agências. 

Os prazos irão constar em Portaria Conjunta a ser publicada na próxima segunda-feira (24). 

A reabertura gradual e segura irá considerar as especificidades de cada uma das Agências da Previdência Social no país. 

Cada unidade deverá avaliar o perfil do quadro de servidores e contratados, o volume de atendimentos realizados, a organização do espaço físico, as medidas de limpeza e os equipamentos de proteção individual e coletiva.

Fonte: https://nilljunior.com.br/

VEJA O CALENDÁRIO COMPLETO DO AUXILIO EMERGENCIAL - INDEPENDENTE DO MÊS DE RETIRADA DA 1ª PARCELA

 



Postagem
Heleno Trajano

Fonte: Facebook
do Deputado Federal 
André Janones.

Com o Renda Brasil, Norte e Nordeste devem ser as regiões mais beneficiadas com o nosso projeto, diz Eduardo da Fonte

 

Autor do PL 3023/20, que pode servir como base para a criação do programa Renda Brasil, o deputado federal Eduardo da Fonte (PP) avalia que as regiões Norte e Nordeste devem ter o maior número de beneficiados após a implantação do programa social. 

“Mais de 50% dos lares do Norte e do Nordeste receberam o auxílio emergencial. É mais que a média nacional. Isso mostra que a criação do Renda Brasil, de maneira permanente, como está no nosso projeto, é fundamental. Nosso engajamento é para que o programa seja criado e o Brasil consiga avançar em busca da justiça social”, afirmou Eduardo da Fonte.

Segundo o Ministério da Cidadania, 60% da população brasileira recebeu o auxílio emergencial desde abril e pelo menor 75% dos atendidos no programa são das regiões Norte e Nordeste.

sexta-feira, 21 de agosto de 2020

Aliança PSB/PT, não garante governador no palanque de Flávio Marques, diz deputado

 

Por Anchieta Santos

Chamado a participar do Programa Cidade Alerta da Cidade FM, o deputado estadual, Waldemar Borges, falou da experiência de ter sido acometido pelo Coronavírus; do enfrentamento que o Governo Paulo Câmara tem feito da pandemia; do momento em que Pernambuco tem sido destaque nacional no acesso à água e a região do Pajeú sofrer com o abastecimento da Compesa; da repercussão na Alepe do protesto de deputados contra o aborto da criança vitima de estupro e da última pesquisa para a Prefeitura do Recife, mas nada merece mais destaque do que a participação do PSB na sucessão de Tabira. 

Provocado a tratar do tema, com a informação de que o deputado estadual, Clodoaldo Magalhães estará no palanque do MDB com Dinca Brandino, o Governador Paulo Câmara com Flávio Marques na coligação PSB/PT e Waldemar Borges com Nelly Sampaio pela 3ª via, o deputado de pronto disse que não será bem assim.

“Entendo a posição de Clodoaldo por ter sido apoiado na última eleição por Dinca. Confirmo o meu apoio ao nome de Nely, pois entendo que este era o processo que estava sendo construído e infelizmente os dirigentes locais do PSB fizeram um movimento paralelo para receber o grupo do prefeito a quem faziam oposição a 8 anos. Isso diminui a forma de fazer política. A gestão atual não é boa. O governador ficou impactado com a decisão do partido em Tabira. Paulo ficou bastante surpreso com os encaminhamentos”, relatou.

Borges encerrou dizendo ter havido uma forçada de barra do PSB na aliança com o Prefeito Sebastião Dias.

Fonte: https://nilljunior.com.br/alianca-psb-pt-nao-garante-governador-no-palanque-de-flavio-marques-diz-deputado/

Prefeitura anuncia abertura da feira de Tabira

 












Os Secretários, Zeza Almeida (Saúde) e Cláudio Alves (Infraestrutura), anunciaram nesta quinta-feira (20), no programa Cidade Alerta, que na feira livre da próxima quarta, dia 26 de agosto, estará liberada a comercialização de roupas, calçados, relógios e outros. 

Por enquanto seguem proibidas as feiras de Gado, do Rolo (troca-troca), Carros e Motos, pois a Prefeitura aguarda o protocolo do governo de Pernambuco para anunciar a liberação. Frutas, verduras e carnes já tinham comercialização autorizada. A informação é de Anchieta Santos.

Fonte: https://nilljunior.com.br/

quarta-feira, 19 de agosto de 2020

Lei Aldir Blanc: saiu regulamentação do Governo Federal, falta estado e municípios

 

Por André Luis

O secretário de Cultura e esportes de Afogados da Ingazeira, Edygar Santos, informou, nesta terça-feira (18), por telefone, ao programa A Tarde é Sua da Rádio Pajeú, sobre os próximos passos da Lei Aldir Blanc, agora que saiu a regulamentação do Governo Federal.

Segundo Edygar, o próximo passo é esperar a regulamentação do Estado, que ele acredita que deve sair nos próximos cinco dias.

“A regulamentação do Estado vai nos dar mais um norte, porque está mais próximo da gente. Após isso, ainda fica faltando cada município criar a sua regulamentação”, explicou.

O secretário informou que uma reunião na próxima quinta-feira (20), às 14h, na AABB, com todos os secretários de Cultura do Pajeú vai refinar os detalhes. “Vamos apresentar também o modelo de edital, nem o Estado e nem o Governo Federal tem ainda um modelo. O Pajeú está avançado nessa questão”, informou.

“Agora vamos começar a discutir o plano de ação justamente para poder enviar para o Governo Federal, para que seja analisado e se aprovado, fazer o envio da verba para o município” explicou Edygar.

O secretário se mostrou preocupado com o prazo dado pelo Governo Federal para encerrar os trâmites e iniciar os pagamentos. ‘Tínhamos uma expectativa de ganhar mais trinta dias de prazo, mas o município vai ter apenas sessenta dias para fazer o repasse. Então é preocupante”, informou Edygar, destacando que o fato de já estarem com o cadastro pronto vai facilitar.

Provocado a falar sobre a previsão da liberação do dinheiro, Edygar disse não ter prazo, mas uma esperança de que saia nos próximos 15 dias.

O secretário também falou sobre a situação do esporte amador no município, que segundo ele, não há previsão de ser liberada a retomada, principalmente no cenário atual de aumento da curva de contágio, sendo inclusive sido levantada a hipótese de regressão no Plano de Convivência com a Covid-19 colocada pelo secretário de Saúde Artur Amorim.

“Acreditamos que esse não é o momento ideal para a volta do esporte amador”, pontuou.

Fonte: https://nilljunior.com.br/

sábado, 15 de agosto de 2020

Auxílio emergencial: calendário da 5ª parcela começa na terça; confira!

 caixa

Adenir Britto/CMSJC

Auxílio emergencial: calendário da 5ª parcela começa na terça; confira!

BRASIL

Na próxima terça-feira (18), a Caixa Econômica Federal dará início ao calendário da 5ª parcela do auxílio emergencial, concedido pelo Governo Federal para tentar amenizar os impactos econômicos da pandemia do novo coronavírus.

Os primeiros a receber serão os beneficiários do Bolsa Família, que verão o dinheiro cair na conta de acordo com o mesmo calendário do programa de renda nacional. Ou seja, na terça receberão os cadastrados do Bolsa Família com Número de Identificação Social (NIS) terminado em 1. Na quarta (19), será a vez dos que possuem NIS com final 2. E assim por diante, conforme o cronograma abaixo.

  • NIS de final 1 – 18 de agosto
  • NIS de final 2 – 19 de agosto
  • NIS de final 3 – 20 de agosto
  • NIS de final 4 – 21 de agosto
  • NIS de final 5 – 24 de agosto
  • NIS de final 6 – 25 de agosto
  • NIS de final 7 – 26 de agosto
  • NIS de final 8 – 27 de agosto
  • NIS de final 9 – 28 de agosto
  • NIS de final 0 – 31 de agosto

Como recebem pelo cartão do Bolsa Família, os membros do programa tem o dinheiro disponibilizado para saque imediatamente, diferente dos trabalhadores que se cadastraram pelo site ou aplicativo do auxílio emergencial.

Receba notícias sobre o auxílio emergencial pelo Telegram

Demais beneficiários

A 5ª parcela do auxílio emergencial começará a ser paga aos demais beneficiários no dia 28 de agosto, beneficiando inicialmente as pessoas que receberam a primeira parcela do auxílio em abril e fazem aniversário em janeiro.

A princípio, o dinheiro será transferido para as contas poupanças sociais digitais, podendo ser utilizado para pagar contas e realizar compras pela internet através do aplicativo Caixa Tem. Confira abaixo as datas de transferências dos que receberam a primeira parcela do auxílio emergencial em abril:

  • Nascidos em janeiro – 28 de agosto
  • Nascidos em fevereiro – 2 de setembro
  • Nascidos em março – 4 de setembro
  • Nascidos em abril – 9 de setembro
  • Nascidos em maio – 11 de setembro
  • Nascidos em junho – 16 de setembro
  • Nascidos em julho – 18 de setembro
  • Nascidos em agosto – 23 de setembro
  • Nascidos em setembro – 25 de setembro
  • Nascidos em outubro – 28 de setembro
  • Nascidos em novembro – 28 de setembro
  • Nascidos em dezembro – 30 de setembro

calendário de saques prossegue em paralelo, com início no dia 19 de setembro. Confira abaixo.

  • Nascidos em janeiro – 19 de setembro
  • Nascidos em fevereiro – 22 de setembro
  • Nascidos em março – 29 de setembro
  • Nascidos em abril – 1 de outubro
  • Nascidos em maio – 3 de outubro
  • Nascidos em junho – 6 de outubro
  • Nascidos em julho – 8 de outubro
  • Nascidos em agosto – 13 de outubro
  • Nascidos em setembro – 15 de outubro
  • Nascidos em outubro – 20 de outubro
  • Nascidos em novembro – 22 de outubro
  • Nascidos em dezembro – 27 de outubro

Vale lembrar que o calendário acima é válido apenas para quem se inscreveu pelo site ou aplicativo e recebeu a primeira parcela do auxílio emergencial em abril. Os demais beneficiários devem consultar o calendário completo de pagamentos até dezembro.

Confira as últimas notícias sobre o auxílio emergencial:

quinta-feira, 13 de agosto de 2020

Você se sente Trajando Cidadania na sua Cidade?


Gostaria de convida-lo (a) a fazer uma breve
Reflexão comigo, se você não concordar com o que
vou digitar e comentar eu vou respeitar, mesmo discordando,
certo, então reflita comigo, você se sente vestindo cidadania na cidade onde você mora, onde nós moramos... na nossa querida Tabira...
No ano de 2008 criei o meu blog com um nome bem sugestivo, não sei se você já observou, o nome do blog é: trajando cidadania, que mesmo escritas as duas palavras juntas, podem ser lidas e pronunciadas de forma separadas ou como queira.
"trajandocidadania" ou trajando cidadania" na verdade esse nome, essa marca foi criada de proposito usando o meu sobrenome trajano acrescido da letra "d" pra ler-se trajando (vestindo) acrescido do nome cidadania, formando portanto o nome do blog trajandocidadania.com.br.
Dito isto, vamos na verdade começar a falar sobre o verdadeiro significado e sentido que foi dado ao nome do referido veículo de comunicação da nossa população de Tabira e Região, dai vem as perguntas você se sente (trajando) vestindo cidadania na sua cidade? ai você pode me perguntar Trajano, o que é vestir-se de cidadania? e lhe digo que na minha ótica vestir-se de cidadania é estar protegido pela cidadania da qual deriva os nomes: cidade, cidadão que formam a verdadeira Cidadania...
E é óbvio que para os cidadãos de uma cidade viverem em plena cidadania é necessário que a mesma possa lhe oferecer o mínimo de condições e qualidade de vida de um cidadão em seus plenos direitos, e o que são os direitos do cidadão que assim se sente e que a sua cidade é obrigada a lhe oferecer para que Ele possa dizer que sou um cidadão que vivo em plena cidadania na minha cidade...
Hoje vamos falar especificamente da Saúde e suas reais necessidades para que a mesma chegue mesmo que de forma simples aos nossos cidadãos...
1 - SAÚDE:
Saúde e educação são as duas principais políticas públicas do país. São elas que podem produzir um mínimo de igualdade num país tão desigual. Prover saúde pública de qualidade significa garantir e respeitar a dignidade de cada cidadão que integra e constrói a sociedade brasileira.
Segundo Estudos do ano (1996) o Estado como um todo tem o dever de prestar benefícios aos cidadãos a fim de proporcionar a melhoria das condições de vida. Para a Organização Mundial da Saúde, o conceito de saúde “é o completo bem estar físico, mental e social, e não apenas a ausência de doença”.
2 - Saneamento básico
Qual é o objetivo do saneamento básico?
Mas, afinal, o que é saneamento básico? E para que ele serve? Em seu sentido mais amplo, saneamento são as medidas adotadas sobre o meio ambiente que têm como objetivo promover a saúde dos cidadãos, garantir sua qualidade de vida, e preservar os recursos naturais.
3 - Esgotamento Sanitário
Qual é a importância do Esgotamento sanitário para a saúde dos cidadãos e da população em geral?
A falta de tratamento dos esgotos e condições adequadas de saneamento podem contribuir para a proliferação de inúmeras doenças parasitárias e infecciosas além da degradação do corpo da água. A disposição adequada dos esgotos é essencial para a proteção da saúde pública.
Para a matéria não ficar muito grande, hoje falamos um pouco sobre (saúde) dentro do contexto do que é sentir-se um verdadeiro cidadão na sua cidade e viver trajando cidadania...
E fazendo com que você reflita sobre as palavras e seus reais significados na sua vida real e no seu dia a dia e tirar exemplos para a sua vida prática.
Então: Cidadão + Cidade + Cidadania = trajandocidadania.
Vista-se de Democracia e traja-se de Cidadania.
Um abraço do Amigo Trajano.