quarta-feira, 20 de maio de 2009

O QUE É RÁDIO LIVRE E O QUE É RÁDIO COMUNITÁRIA?

A rádio comunitária é o veículo da expressão social dos membros de uma comunidade. Uma comunidade é uma população local que partilha interesses comuns.
A rádio comunitária é gerida por uma associação cultural comunitária sem fins lucrativos, tem baixa potência e é fiscalizada por um Conselho Comunitário com pelo menos cinco representantes de entidades da comunidade.
A supervisão da emissora se fará de acordo com o Código de Ética da Radiodifusão Comunitária.
Esse é o desenho que se pode fazer a partir de deliberações tiradas em Encontros de radiodifusores comunitários e de sentenças de Juízes Federais que concederam liminares.
A rádio livre (também amparada pelo Pacto de São José), não teria supervisão de um Conselho Comunitário.

Rádio comunitária, ponte para o 3º Milênio.
Após séculos de censura, alternados com momentos de liberdade, o Brasil inteiro
se prepara para a Terceira Onda da Comunicação: Rádio e Tevês Comunitárias

Prática muito nova no Brasil, mas que já se faz em pelo menos dois a três milhares de comunidades, a radiodifusão comunitária consiste num exemplo de trilha que pode se tornar um largo caminho para a sociedade pretendida, a passagem para o 3' milênio.
Baseada em tecnologia fácil, barata e inovadora, a radiodifusão comunitária, disseminada inicialmente por pessoas da população pobre e desassistida, mostra imediatamente aspectos de um achado que hoje todos aplaudem.
Onde se instala, a rádio comunitária mostra rapidamente sua força transformadora, na base das relações sociais. Ela não toma o lugar de ninguém, não fere os interesses econômicos das rádios comerciais, embora receba patrocínios culturais de caldo de cana, cachorro quente, farmácias e açougues.

Mas ela cuida de temas que não têm espaço em outros meios: a cultura, as festas, a saúde, a segurança da comunidade, que é o lugar onde as pessoas vivem, constroem relações de sangue e de espírito e fazem as opções definitivas.
Logo a comunidade retribui. Rádios ganharam de seus ouvintes presentes como telefone (Rádio Paineira), computador (Rádio Oito de Outubro) e centenas de discos. Muitos ajudam fazendo a programação.
A comunidade tem seu veículo, faz sua própria comunicação; comunicação não formal, mas concreta e real. Todos podem falar, há diálogo no plano público, produção de consensos para a resolução das dificuldades individuais e coletivas. Diminui a criminalidade, aumenta a solidariedade social, a segurança coletiva, a cidadania, a democracia. Concretiza-se a liberdade de expressão, coisa do Primeiro Mundo. Nos casos de tevê comunitária, os ganhos são mais expressivos, o 3º Milênio fica mais perto.

Fonte: http://www.angelfire.com

Nenhum comentário: