segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

ADET REALIZA SUA ULTIMA REUNIÃO ORDINÁRIA DO ANO, COM A PRESENÇA DA ADVOGADA E VEREADORA DRA. CLAUDICEIA ROCHA.

Aconteceu no último sábado dia 08/12 a última reunião mensal ordinária da ADET - Associação dos Deficientes de Tabira, o presidente Luiz Antonio da Silva fez a abertura da reunião agradecendo pela presença de todos (as), falou da data para a realização da Assembléia Geral Ordinária e da data da confraternização. Registrou a presença da Advogada e Vereadora Dra. Claudiceia Rocha e fez um breve relato sobre o funcionamento da entidade e das conquistas e necessidades que a mesma enfrenta no momento.

     Em seguida facultou a palavra a todos, inicialmente o Ex presidente e 1º Secretário Heleno Trajano fez o uso da palavra falando e parabenizando a cidade de Tabira por ser bem servida de seguimentos sociais organizados, tanto na cidade como na zona rural, citando algumas que existe, de duas representar o mesmo seguimento, a exemplo de duas Associações de Poetas e de Trabalhadores Rurais. Heleno Trajano ainda falou da grande importancia da ADET para o seguimento das Pessoas Com Deficiências no municipio, e não só para estas, como para toda sociedade, uma vez que na medida do possível e de acordo com a demanda, assim acontece nos dias atuais. e logo depois falaram os demais diretores.

      Dando continuidade a reunião, tivemos a grata satisfação de facultar a palavra e ouvir A Nobre Advogada e Vereadora Dra. Claudicéia Rocha, que depois de agradecer pelo convite, cumprimentou a todos e iniciou suas palavras falando um pouco da previdencia social e também do cadastro obrigatório do cadÚnico que nesse final de ano é obrigado todas Pessoas que não recebem 13º sálario se cadastrarem. E a Dra. Claudiceia ainda falou das rúbricas aprovadas para o pagamento das subvenções sociais no PPA e LDO (orçamento municipal para 2019). Em seguida relatou que desejava ajudar a ADET e para isso fez a indicação de  dois mil reais das emendas impositivas para a Entidade e tambem para mais cinco outras Entidades e ainda se tornou Socia Madrinha da Entidade e disse que a partir daquele momento mais uma de suas contribuições para a Associação, era prestrar serviços Advocatícios para a Entidade, mediante encaminhamento da diretoria da mesma.

        Em nome de toda Diretoria e asssociados da ADET, gostariamos de agradecer imensamente a visita da Dra. Claudiceia Rocha  e a dizer da importancia da citada visita para o engrandecimento dos trabalhos realizados na nossa Entidade, e que suas ações e colaborações, sirvam de exemplo para que outros parlamentares e autoridades nos visitem também e deixem a sua contribuição de alguma forma para o enaltecer os trabalhos desenvolvidos na nossa Associação.

         Se fizeram presente á reunião os seguintes Diretores: Presidente Luiz Antonio, Ex presidente Heleno Trajano, Ex Vice presidente Girleide Gomes, e pos demais diretores: Absolão Soares (Silon), Maria de Fátima, Maria Aparecida, Maria Eunice, e ainda da Dra. Claudiceia Rocha e Heliezer Souza e Alberto Silva.

     Gostariamos de registrar o nosso mais profundo agradecimento a todos os que se fizeram presentes e a toda diretoria, associados, parceiros e colaboradores da Entidade desde já desejar á todos Um Feliz Natal e Próspero Ano Novo! cheio de muita paz, saúde e sucesso!!!

Por Heleno Trajano.






              

domingo, 9 de dezembro de 2018

Confira a equipe ministerial do governo de Bolsonaro


Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
Com o anúncio do ministro do Meio Ambiente, Bolsonaro fechou seu time de 22 ministros para compor seu governo
Do JC Online
O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) concluiu sua escolha dos 22 ministros que ocuparão os cargos nas pastas durante seu governo. O número supera o esperado pela equipe, que anunciava, durante a campanha eleitoral, contar com 15 a 17 ministérios para o Planalto.
O primeiro a ser anunciado, ainda em campanha eleitoral, foi o economista Paulo Guedes, para a pasta da Economia. O último, fechando o primeiro escalão, foi o nome de Ricardo Salles para o Ministério Meio Ambiente. Entre os ministros no total, seis nomes são de militares, sendo quatro do Exército, um da Marinha e um da Aeronáutica.
Confira todo os ministros anunciados:
Superministério da Economia – Paulo Guedes
O economista Paulo Guedes foi o primeiro nome confirmado por Jair Bolsonaro para o seu futuro governo, e começou a ser divulgado ainda durante os primeiros momentos de campanha eleitoral, quando recebeu o apelido de ‘posto Ipiranga’ ou ‘guru’ da economia de Bolsonaro. Guedes nunca ocupou um cargo público antes, e é conhecido por seu viés liberal. Agora, ficará responsável pelo superministério da Economia, que englobará as atuais pastas da Fazenda, Comércio Exterior e Planejamento e Indústria.
Ministério da Casa Civil – Onyx Lorenzoni
O deputado federal do DEM Onyx Lorenzoni, médico veterinário de formação, será o nome a ocupar o cargo de ministro da Casa Civil, que também agregará as responsabilidades da chamada Secretaria de Governo. Ele, que atualmente está no seu quarto mandato consecutivo como deputado, já está atuando na equipe de transição do governo Temer para o governo Bolsonaro.
Superministério da Justiça – Sergio Moro
Juiz federal há 22 anos, Sergio Moro se tornou conhecido nacionalmente pela atuação a frente da força tarefa que comandava a Operação Lava Jato. Entre os casos em que atuou, está o do ex-presidente Lula, preso em abril deste ano. Por essas razões, a principal bandeira do magistrado passou a ser o combate à corrupção, a qual ele promete priorizar atuando pela pasta da Justiça.
Ministério da Agricultura – Tereza Cristina
Tereza Cristina foi a primeira mulher – única, até o momento – anunciada por Bolsonaro para comandar algum ministério, ficando com o da Agricultura. A deputada federal do DEM é engenheira agrônoma e presidente da FPA, e já foi secretária de Desenvolvimento Agrário da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo de Mato Grosso do Sul. Na Câmara, ela foi uma das protagonistas na aprovação do Projeto de Lei 6.299, que flexibiliza as regras para fiscalização e aplicação de agrotóxicos. Inicialmente, a ideia do presidente eleito era fundir a pasta da Agricultura com a do Meio Ambiente, mas, diante de muitas polêmicas, recuou na decisão.
Ministério da Ciência e Tecnologia – Marcos Pontes
Marcos Pontes ganhou notoriedade por ter sido o primeiro e único astronauta brasileiro a ir para o espaço, quando atuou pela Nasa. Depois da sua missão de nove dias, entrou para a reserva da Força Aérea Brasileira e, atualmente, é tenente-coronel da FAB. Nos planos de Bolsonaro para seu governo, o ministério da Ciência e Tecnologia, que Pontes irá comandar, ficará responsável também por cuidar do ensino superior.
Ministério da Defesa – Fernando Azevedo e Silva
O general de exército Fernando Azevedo e Silva foi chefe do Estado Maior do Exército e comandante da Brigada Paraquedista antes de ir para reserva. Em 2019, assumirá a pasta da Defesa. Atualmente, é assessor do ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), e foi o nome mais recente a ser anunciado por Bolsonaro.
Ministério da Controladoria-Geral da União – Wagner Rosário
Wagner Rosário Campos é o atual Ministro da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União do governo Temer, tendo assumido o cargo interinamente após a saída de Torquato Jardim. Ele é secretário-executivo da pasta desde agosto de 2016 e também já foi capitão do exército. Até o momento, é o primeiro nome do atual governo anunciado para continuar no cargo após a posse de Bolsonaro.
Ministro da Saúde – Luiz Henrique Mandetta
O ortopedista pediátrico de 53 anos, Luiz Henrique Mandetta (DEM-RS), foi o indicado por Bolsonaro para assumir a pasta. Mandetta não se candidatou a reeleição como deputado federal, e portanto estará sem mandato no próximo ano. A escolha do seu nome foi elogiada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM).
Relações exteriores – Ernesto Fraga Araújo
O embaixador Ernesto Fraga Araújo é diplomata há 29 anos e diretor do Departamento de Estados Unidos, Canadá e Assuntos Interamericanos do Itamaraty. O Sinditamaraty (Sindicato dos Servidores do Ministério das Relações Exteriores) saudou a escolha do presidente eleito. O nome de Ernesto Fraga, no entanto, gerou polêmica por textos antigos publicados por ele em um blog nos quais afirma que a Europa representa um “espaço culturalmente vazio”.
Ministro da Educação – Ricardo Vélez Rodríguez
O futuro ministro nasceu na Colômbia, é filósofo e professor da escola do Exercito e ensina também Ciência da Religião na UFJF. Assim como o novo chanceler, Rodríguez também foi alvo de polêmicas por textos antigos publicados online. Em um deles, o colombiano afirma que o regime militar instaurado em 64 é algo para se comemorar.
Secretaria de Governo – Carlos Alberto dos Santos Cruz
O General-de-Divisão Carlos Alberto dos Santos Cruz foi o indicado por Bolsonaro para a Secretaria de Governo. General da reserva do Exército, ele é o quarto militar indicado pelo capitão reformado para integrar o futuro governo até então. Secretário de Segurança na primeira fase do governo Temer, Santos Cruz teve o papel de oferecer o suporte federal à intervenção federal no Rio.
Gabinete de Segurança – General Heleno Ribeiro
O general de exército Augusto Heleno Ribeiro Pereira, é um dos militares mais próximos de Jair Bolsonaro, e até chegou a ser citado para ser vice-presidente da chapa nas eleições 2018. Mesmo não sendo escolhido com o vice, o general participou da elaboração do plano de governo do presidente eleito e também auxiliou na interlocução do candidato do PSL com integrantes da cúpula das Forças Armadas.
Na reserva desde 2011, o general comandou a missão de paz das Nações Unidas no Haiti, foi comandante militar da Amazônia e chefiou o Departamento de Ciência e Tecnologia do Exército.
Banco Central – Roberto Campos Neto
Com perfil “técnico” de executivo do mercado financeiro, o nome do substituto de Ilan Goldfajn no comando do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, agrada a seus pares e deverá ser bem recebido por investidores, segundo analistas ouvidos pelo Estadão/Broadcast. Para alguns, porém, agora também será importante que a futura equipe econômica reforce sinais de que o BC terá independência de fato.
Secretaria Geral da Presidência – Gustavo Bebianno
Como secretário-geral, Bebianno atuará no Palácio do Planalto e, assim, se mantém muito próximo a Bolsonaro. Ele chegou a ser cotado para o Ministério da Justiça e Segurança Pública, que acabou ficando nas mãos do juiz Sérgio Moro. Ele foi o primeiro indicado filiado ao partido de Bolsonaro, o PSL.
Infraestrutura – Tarcísio Gomes de Freitas
Futuro ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas é atualmente um dos principais responsáveis pelo programa de concessões em infraestrutura do governo federal. Ocupa a Secretaria de Coordenação de Projetos do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), onde conduz processos para a entrega para a exploração, pela iniciativa privada, de portos, aeroportos, ferrovias, rodovias. Também atua na preparação dos leilões nas áreas de energia, entre outras.
Ministério do Turismo – Marcelo Álvaro Antoni
Marcelo foi reeleito para o cargo de deputado federal na eleição deste ano. Ele está na Câmara desde 2014, onde integrou as comissões de Minas e Energia, Finanças e Tributação, Viação e Transportes, além de comissões externas sobre o Zika vírus e a situação hídrica dos municípios de Minas Gerais.  Esse é o segundo nome do partido do futuro presidente Jair Bolsonaro que é confirmado para uma pasta.
Marcelo foi eleito vereador por Belo Horizonte em 2012. O futuro ministro não completou a graduação em Engenharia Civil pela UniBH.
Ministério de Cidadania e Ação Social – Osmar Terra
Terra foi ministro de Michel Temer no Desenvolvimento Social e deixou o cargo em abril para concorrer à reeleição na Câmara. O nome dele é uma indicação de diversas frentes parlamentares que atuam no Congresso Nacional, como a da assistência social, de deficientes físicos, idosos e doenças raras.
Ministério do Desenvolvimento Regional – Gustavo Canuto
Gustavo Canuto é formado em Engenharia de Computação pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e em Direito pelo Centro Universitário de Brasília (UniCEUB).
Nos últimos dois anos, foi chefe de gabinete do Ministro da Integração Nacional. Também já assumiu compromissos de trabalho nas Secretarias de Aviação Civil e Geral da Presidência da República, além da Agência Nacional de Aviação Civil, segundo seu perfil na página do Ministério da Integração.
Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos – Damares Alves
A pastora e advogada Damares Alves, foi assessora do senador Magno Malta (PSC-ES). Ao ser anunciada, garantiu que trará trazer para o protagonismo mulheres que ainda não foram atingidas por políticas públicas e que vai fazer um amplo pacto pela infância, já que a Secretaria da Infância também vai integrar a Pasta.
Em outras declarações, gerou polêmica ao se posicionar contra o aborto. “Se a gravidez é um problema que dura só nove meses, eu digo para vocês que o aborto é um problema que caminha a vida inteira com a mulher”, disse Damares.
Ministério do Meio Ambiente – Ricardo de Aquino Salles
Ricardo Salles é advogado e administrador, além de fundador do Movimento Endireita Brasil (MEB). Entre 2016 e 2017, Ricardo foi secretário estadual do Meio Ambiente de São Paulo. Antes disso, entre 2013 e 2014, foi secretário particular do então governador Geraldo Alckmin (PSDB).
Em 2017, o Ministério Público de São Paulo abriu um inquérito de improbidade administrativa contra Ricardo Salles na época em que ele era secretário do Meio Ambiente de São Paulo por possível interferência no processo de elaboração do plano de manejo da Área de Proteção Ambiental (APA) Várzea do Rio Tietê. O advogado, no entanto, reforça que  as duas decisões liminares da Justiça sobre o caso foram favoráveis até o momento e que ainda não há sentença contra ele.

segunda-feira, 19 de novembro de 2018

Laudicéia Rocha vence eleição da OAB Subseção Afogados da Ingazeira


A advogada Laudicéia Rocha é a nova presidente da seccional afogadense da OAB. Militante há 20 anos e especialista em Direito Penal, Laudicéia venceu as eleições desta segunda-feira (19) com 54% dos votos, superando o candidato da oposição, Romildo Mendes.
O cargo de vice-presidente será ocupado pelo advogado Tote Marques, o de secretário-geral Renata Véras, o de secretário-adjunto Airton Souza e o tesoureiro será o Dr. Mário Sérgio.
Formada pela Universidade Católica de Pernambuco, Laudicéia Rocha tem uma longa ficha de serviços prestados a região do Pajeú. Natural da vizinha cidade de Tabira, a presidente eleita da Seccional da OAB assumirá o mandato no dia 1º de janeiro do próximo ano.
Esta foi a primeira vez que Laudicéia Rocha, que advoga há 20 anos, concorreu ao cargo máximo da Seccional da OAB. Seu compromisso é trabalhar com empenho para fazer uma OAB forte e representativa para o fortalecimento da classe.

terça-feira, 13 de novembro de 2018

Tabira recebe quatro Barragens do Governo Paulo Câmara (PSB)


Registrar aqui a oportunidade de indicar duas barragens para duas Comunidades da Zona Rural de Tabira.
Sítios Cachoeirinha dos Paulo e Humaitá recebem uma barragem, a qual já está em fase de conclusão. A minha preocupação e objetivos são de incentivar e fomentar a subsistência da população das comunidades mais próximas, sei da necessidade de continuar lutando pela implantação de projetos de abastecimento de água, irrigação e plantio de hortaliças para ver os benefícios que a água pode trazer para aquelas pessoas. O que mais me motiva é a real necessidade do povo, no Humaitá ouvi de uma moradora "eu só tenho um tonel de água para manter a minha casa e pego numa distância grande (Bela)"
A segunda barragem foi alocada na comunidade da Azeitona, beneficiando várias famílias e garantindo a reserva da água das chuvas que passam no local, mas, vão embora por falta de reservatório. Nessa, o que mais senti foi em ouvir de Dona Neusa, moradora de 83 anos "meu marido sempre sonhou em construirem uma barragem aqui, ele morreu sem ver acontecer, mas agora graças a Deus chegou".
Agradecimentos ao Governador Paulo Câmara pelas obras hídricas em nossa cidade.















Vereadora Claudiceia Rocha (PSB) beneficia duas Comunidades da Zona Rural de Tabira com barragens.


Ontem, segunda-feira 12/11, aconteceu mais uma sessão ordinária da Casa Eduardo Domingos de Lima (Câmara Municipal de Vereadores) E A Nossa Vereadora Dra. Claudiceia Rocha se fez presente e fazendo o uso da tribuna, falou sobre diversos assuntos concernentes ao nosso município e dentre eles, comunicou a população a conquista de duas barragens para o nosso município que é tão carente do líquido precioso.
Fez algumas citações das utilidades que essas fontes de água irão trazer para o nosso município, especialmente para as comunidades a que foram alocadas, sítios:
Humaitá e Cachoeirinha dos Paulos.
Encerrou o seu discurso na tribuna agradecendo a confiança das Comunidades e desejando a todos(as) uma semana de muita paz, saúde e conquistas..
"Vereadora Claudiceia Rocha, um mandato a serviço da população mais carente"

vejam algumas fotos:

Por Heleno Trajano.

quarta-feira, 7 de novembro de 2018

Conselho Rural cobra do Governo do estado abastecimento de água para os agricultores de Tabira

Tabira: cisternas vazias. Foto ilustrativa
Diante da forte estiagem que assola o município, provocando perdas na agricultura e deixando os reservatórios secos, as famílias rurais de Tabira cobram providências urgentes do poder público.
De acordo com Joel Mariano Presidente do Conselho de Desenvolvimento Rural de Tabira, em entrevista a Anchieta Santos na Rádio Cidade FM, já passou da hora do Governo de Pernambuco socorrer o município, incluído em Situação de Emergência.

“Hoje temos apenas um pipa da prefeitura, alguns poucos do exército que são insuficientes, nenhum do Governo do Estado e com isso as famílias rurais sofrem com a falta de água”. O Presidente do Conselho declarou já ter cobrado providências ao IPA e a resposta foi negativa.

Tabira: prefeitura constrói passagem molhada na Rua Padre Luiz Flóridi

A Prefeitura de Tabira iniciou na manhã desta terça-feira, dia 06, por meio da parceria entre as secretarias de Obras e Administração, procedimentos que resolverão o desnível da Rua Padre Luiz Flóridi.
Diante da modificação do trânsito, os condutores de veículos que irão pegar a PE320 ou outros sentidos dentro da cidade e que não poderão passar pela Praça Gonçalo Gomes, terão a possibilidade de utilizar a referida via.
O engenheiro Esdras Cordeiro, que é o autor do projeto, relatou o que será feito para a retirada do desnível.
“A primeiro modo foi identificado o problema da rua e levantada a questão topográfica da rua. Nós identificamos que tem que ser feita uma espécie de passagem molhada, já resolvendo dois problemas que existiam na rua”, diz o engenheiro.
A ação promete resolver a questão do desnível o esgoto e da água pluvial, bem como da drenagem rua que era toda a céu aberto.
“Vamos aproveitar essa obra de terraplanagem e fazer essa passagem molhada que vai ser uma espécie de ponte para aguentar até 38 mil toneladas, para o fluxo de carga pesada”, explicou o engenheiro.
Segundo Esdras Cordeiro, o serviço estará pronto e liberado em torno de 40 dias.

quinta-feira, 1 de novembro de 2018

Moro diz sim a convite de Bolsonaro e assumirá Ministério da Justiça

O juiz federal Sérgio Moro aceitou nesta quinta-feira (1º) o convite do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) para chefiar o Ministério da Justiça. Os dois estiveram reunidos nesta manhã no Rio de Janeiro. Moro chegou na casa de Bolsonaro, na Barra da Tijuca, um pouco antes das 9h. Ele veio de Curitiba em voo de carreira e sem seguranças.
Após o encontro, Moro divulgou nota dizendo que aceitou “honrado” o convite. Moro disse, ainda, que aceitava o cargo com “certo pesar” pois terá que abandonar a carreira de juiz após 22 anos de magistratura.
Durante voo de Curitiba para o Rio de Janeiro, Sergio Moro afirmou à reportagem da TV Globo que não havia nada definido e que aceitar o convite para assumir o ministério dependia de agenda anticorrupção e anticrime organizado para o país.
“Se houver a possibilidade de uma implementação dessa agenda, convergência de ideias, como isso ser feito, então há uma possibilidade. Mas como disse, é tudo muito prematuro”, afirmou Moro. Moro é o quinto ministro anunciado pelo governo Bolsonaro. Outros quatro já foram anunciados: Onyx Lorenzoni (Casa Civil), Paulo Guedes(Economia), general Augusto Heleno (Defesa) e Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia).
Veja a nota divulgada pelo juiz:
Fui convidado pelo Sr. Presidente eleito para ser nomeado Ministro da Justiça e da Segurança Pública na próxima gestão. Após reunião pessoal na qual foram discutidas políticas para a pasta, aceitei o honrado convite. Fiz com certo pesar, pois terei que abandonar 22 anos de magistratura.
No entanto, a pespectiva de implementar uma forte agenda anticorrupção e anticrime organizado, com respeito à Constituição, à lei e aos direitos, levaram-me a tomar esta decisão. Na prática, significa consolidar os avanços contra o crime e a corrução dos últimos anos e afastar riscos de retrocessos por um bem maior.
A Operação Lava Jato seguirá em Curitiba com os valorosos juizes locais. De todo modo, para evitar controvérsias desnecessárias, devo desde logo afastar-me de novas audiências. Na próxima semana, concederei entrevista coletiva com maiores detalhes.
Curitiba, 01 de novembro de 2018.
Sergio Fernando Moro

Oposição vai à justiça para fazer valer sessão que elegeu Chapa II para comandar Câmara de Tabira

A Chapa II composta por Aldo Santana, Aristóteles Monteiro e Cléber Paulino discordou da publicação do Edital de Reconvocação de Eleições, assinado pela Presidente Maria Nely Sampaio, reabrindo prazo para o registro de chapas para renovação da Mesa Diretora da casa para o mandato 2019-2020.
A discordância se dá inclusive para a substituição de candidatos até o dia 30 de novembro, registro até o dia 02 seguinte, e definindo 10 de dezembro como data para a eleição.
Os seis vereadores que integram e apoiam a Chapa II não aprovaram a ata da sessão anterior no encontro da ultima segunda-feira.
Por seu lado a vereadora Nely Sampaio relatou que foi ilegítima a nova sequência e quem tem que abrir e encerrar a sessão é a Presidente da casa. Nelly disse que se reuniu com a promotora de Tabira, Eryne Ávila dos Anjos Luna, que a convidou para encontrar uma saída e ouviu que a decisão será Interna Corporis, ou seja, deverá ser resolvida internamente pelo Poder Legislativo Municipal. Nely falou a Anchieta Santos na Rádio Cidade FM.
Nelly adiantou que a Chapa II acionou a justiça com um Mandado de Segurança e vai esperar a decisão.
Os liderados do vereador Aldo Santana querem fazer valer a sessão presidida por Aristóteles Monteiro que votou e elegeu a chapa II.
Sobre as substituições dos nomes de Djalma das Almofadas na Primeira Secretaria da Chapa I e o seu nome na Presidência, “ainda não há definição até porque o prazo vai até 30 de novembro”, disse Nelly.

terça-feira, 30 de outubro de 2018

Clima esquenta na Câmara de Tabira


Nada como um assunto mal resolvido. As duas sessões do Poder Legislativo de Tabira numa mesma noite para eleger a nova mesa diretora da Câmara na semana passada, deixou resquícios para a reunião de ontem.
A sessão era para votar as contas do Prefeito Sebastião Dias. As contas bem que foram votadas, mesmo que quase na lei do apulso.
Em seguida a polêmica veio a tona e o resultado foi o pior possível, chegando ao fundo do poço: vereador Aristóteles Monteiro convidando colega Marcílio Pires para resolver a pendenga no braço fora do recinto. Antes, Aristóteles teria tido sua honra atingida pelo colega.
O chamado decoro parlamentar foi jogado na lata do lixo na sessão dos representantes do povo. A informação é de Anchieta Santos ao blog.
Já em flagrante do Blog do Finfa, a preocupação do vereador Dicinha do Calçamento quando o Procurador Municipal Klênio Pires apresentava a defesa da prestação de contas de 2016 da Prefeitura de Tabira.  Dicinha não estava nem ai para assunto tão sério, preocupado com o zap zap.

segunda-feira, 29 de outubro de 2018

Bolsonaro diz que fará um governo ‘defensor da Constituição, da democracia e da liberdade’

G1
O presidente da República eleito Jair Bolsonaro (PSL) afirmou neste domingo (28), ao ler o discurso da vitória na porta da casa dele, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, que o novo governo será um “defensor da Constituição, da democracia e da liberdade”. Jair Bolsonaro derrotou Fernando Haddad (PT) no segundo turno e tomará posse como presidente da República em 1º de janeiro de 2019. De acordo com a apuração do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), com 96,27% das urnas apuradas, ele havia recebido 56,1 milhões de votos (55,49%).
“Faço de vocês minhas testemunhas de que esse governo será um defensor da Constituição, da democracia e da liberdade. Isso é uma promessa, não de um partido, não é a palavra vã de um homem, é um juramento a Deus”, afirmou. Bolsonaro afirmou no discurso que assumiu o compromisso de fazer um “governo decente”, formado por pessoas com o propósito de transformar o Brasil em uma “grande, próspera, livre e grande nação”.
Bolsonaro declarou que a “liberdade é um princípio fundamental” e citou como exemplos a liberdade de ir e vir, político e religiosa, de informar e de ter opinião e de fazer escolhas. “Como defensor da liberdade, vou guiar um governo que defenda e proteja os direitos do cidadão que cumpre seus deveres e respeita a leis. Elas são para todos porque assim será o nosso governo: constitucional e democrático”, declarou o presidente eleito.
No discurso, Bolsonaro ainda agradeceu às equipes da Santa Casa de Juiz de Fora (MG) e do hospital Albert Einstein, de São Paulo, locais pelos quais passou após o atentado no qual recebeu uma facada em setembro, durante ato de campanha.
Antes do discurso da vitória, Bolsonaro fez uma transmissão ao vivo pelo Facebook na qual disse que pretende “resgatar o Brasil”. “Estou muito feliz, e missão não se escolhe nem se discute, se cumpre. Nós juntos cumpriremos a missão de resgatar o nosso Brasil”, declarou o presidente eleito. Bolsonaro afirmou que terá condições de governabilidade e cumprirá todos os compromissos assumidos.

“Temos tudo para sermos uma grande nação. Temos condições de governabilidade dados aos contatos que fizemos nos últimos anos com parlamentares, todos os compromissos assumidos serão cumpridos com as mais variadas bancadas, com o povo em cada local do Brasil que me estive presente”, declarou. Depois da transmissão no Facebook, Bolsonaro participou de uma corrente de oração conduzida pelo senador Magno Malta, na porta da casa dele.

sexta-feira, 26 de outubro de 2018

Ônibus da Progresso é destruído pelo fogo em Tabira


Na madrugada de hoje um ônibus da Progresso que faz a linha entre Tabira e Recife foi totalmente destruído pelo fogo. Não se sabe o que causou o início do incêndio. O ônibus estava estacionado no Terminal Rodoviário da cidade. Os bombeiros foram acionados, mas ao chegarem não havia mais o que fazer, do ônibus só restava a carcaça.
As primeiras noticias enviadas pelos ouvintes ao Programa Rádio Vivo da Super Pajeú dão conta de que ninguém ficou ferido. Veja fotos que mostram como o ônibus ficou destruído:

IPA desenvolve biolarvicida para controle biológico de praga do milho verde

O Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) trabalha no desenvolvimento de um biolarvicida a fim de realizar o controle biológico da praga que assola o milho verde, como alternativa à utilização de produtos químicos.  O milho é uma das principais culturas agrícolas do estado, sendo utilizada tanto na ração animal quanto para alimentação humana.
“A lagarta-do-cartucho (Spodoptera frugiperda) é uma praga que atinge essa espécie vegetal, e tem sido relatada como resistente aos inseticidas químicos, biológicos e aos cultivares transgênicos. Com isso, a necessidade de novas formulações de biolarvicida é cada vez mais crescente”, explica o supervisor de Recursos Naturais do IPA, Josimar Gurgel, que também coordena a pesquisa.
Segundo ele, a ideia é produção de biolarvicida a partir de Bacillus thuringiensis (Bt) em biorreator, para o controle biológico da Spodoptera frugiperda no cultivo de milho verde. Espera-se como resultado a implementação da produção de biolarvicida à base de Bacillus thuringiensis em larga escala, no Laboratório de Biotecnologia do IPA, visando a aplicação no cultivo em campo do milho verde em uma Estação Experimental.
Entre as vantagens da bactéria Bacillus thuringiensis (Bt) está a ausência de efeitos negativos à sanidade do meio ambiente, a especificidade contra as espécies alvo e o menor custo e tempo para produção de novos inseticidas. “Por outro lado, o principal desafio é garantir sua estabilidade frente à fatores ambientais. Para isso, técnicas de encapsulamento do biolarvicida podem otimizar o desempenho e proteger a atividade biológica do mesmo”, explica ele.
Com o desenvolvimento do biolarvicida por processos inovadores, espera-se a proteção da propriedade intelectual,impulsionando a área de controle biológico por Bacillus, no IPA, e uso para culturas regionais importantes. “A médio prazo, o desenvolvimento destas tecnologias locais permitirá aos agricultores familiares a diminuição do uso de inseticidas químicos, visando aumento da produtividade, auxiliando desta forma o desenvolvimento da agricultura do estado de Pernambuco e da região Nordeste”, conclui Gurgel.

Além disso, o desenvolvimento de processos biotecnológicos para a produção desses biocontroladores para uso na agricultura familiar tem sido importante no combate às pragas das culturas regionais, que podem minimizar a importação e uso de inseticidas químicos, trazer resultados mais eficazes, econômicos e seguros para quem os utilizam.