sábado, 3 de dezembro de 2016

03/12 - DIA NACIONAL DE LUTA DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA CHAMA ATENÇÃO PARA INCLUSÃO.


De acordo com o Censo 2010, mais de 45 milhões de brasileiros possuem pelo menos um tipo de deficiência, representando quase um quarto da população
Poucos dias após o fim da Paralimpíada Rio 2016, o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência é comemorado nesta quarta-feira (21). A data chama a atenção, novamente, para a inclusão das pessoas com deficiência, quase um quarto da população brasileira.
O Dia Nacional foi instituído por iniciativa de movimentos sociais, em 1982, e oficializado pela Lei Nº 11.133, de 14 de julho de 2005. A data foi escolhida para coincidir com o Dia da Árvore, representando o nascimento das reivindicações de cidadania e participação em igualdade de condições.
Ações especiais do Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência ocorrerão em todos os Estados, como entrega de documentos com reivindicações, seminários e eventos culturais.

DIREITOS
Em 2008, o Brasil ratificou a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, adotada pela Organização das Nações Unidas (ONU) e o Protocolo Facultativo, e o documento obteve aqui equivalência de emenda constitucional. Da convenção, surgiu a Lei Brasileira de Inclusão (LBI), que trata os objetivos de forma mais concreta e entrou em vigor em janeiro deste ano.
Alguns artigos que ainda precisam de regulamentação são prioridades da gestão, informa Rosinha da Adefal, Secretária Especial dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Ministério da Justiça e Cidadania (Sepd/MJC).
Facilitar o acesso a órteses e próteses, além de aumentar a acessibilidade urbana e na comunicação, são outras metas da secretaria, cujo trabalho é articular o que está previsto em lei com as pastas responsáveis.
“Até 2008, fazíamos avaliação da deficiência só com olhar médico. [...] Com o conceito de deficiência pela convenção, não é só a deficiência pura e simplesmente, mas o contexto em que ela vive vai fazê-la mais ou menos limitada”, explica a secretária.
Um grande desafio, lembra Rosinha, é aplicar as ações em todo o País, muito extenso e diverso. “Às vezes, conseguimos, tal qual está na lei, resolver um grande problema de acessibilidade, mas é pontual, devido a questões geográficas e culturais.”
Segundo a secretária, o governo está trabalhando no redesenho do Plano Viver sem Limite e no fortalecimento de uma política pública permanente. Também fruto da convenção, o plano prevê políticas governamentais de acesso à educação, inclusão social, atenção à saúde e acessibilidade.

INSERÇÃO NA SOCIEDADE
De acordo com o Censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mais de 45 milhões de brasileiros possuem algum tipo de deficiência.
Nas escolas, segundo dados do Ministério da Educação (MEC), o acesso de pessoas com deficiência aumentou 381% entre 2003 e 2014. Nesse intervalo, o número de matrículas de PCDs saltou de 145.141 para 698.768.

ESPORTE
A Paraolimpíada Rio 2016 é um marco na luta e na história do esporte brasileiro. Nesta edição, participaram 287 atletas (185 homens e 102 mulheres) em 22 modalidades, a maior delegação já enviada pelo País. Os atletas conquistaram 72 medalhas, outro recorde para o Brasil – 67% a mais do que na edição anterior, em Londres.
Os números da bilheteria também impressionam: foram vendidos 2,1 milhões de ingressos no total, segunda maior venda da história da Paralimpíada, mostrando o interesse do brasileiro pela diversidade e inclusão por meio do esporte.
Para a secretária, a Paralimpíada deixa dois grandes legados: o urbano, do investimento em transportes, mobilidade e acessibilidade; e o comportamental, que mostra que as pessoas com deficiência são dignas de respeito e admiração pelas suas vitórias.
“A Paralimpíada trouxe visibilidade para nossa eficiência, qualidades, dons e conquistas. E não só no momento da medalha, mas também na vida comum, que traz grandes conquistas”, comemora Rosinha, lembrando da grande quantidade de crianças que frequentaram as competições. “A médio e longo prazo, teremos uma sociedade muito mais inclusiva.”


Por Heleno Trajano.

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

MAIORIA DAS PREFEITURAS SERTANEJAS NÃO ESTIMULAM EMPREENDEDORISMO, ATESTA COORDENADOR DO SEBRAE


O Debate das Dez do Programa manhã Total de hoje trouxe uma constatação sobre a falta de uma política pública eficaz para estimular a geração de emprego e renda na iniciativa privada por parte do poder público, principalmente nas prefeituras.
A constatação é de Pedro Lira, coordenador regional do Sebrae, responsável pela atuação em 34 municípios sertanejos. Para que se tenha uma ideia, de todas essas cidades, apenas quatro possuem Secretarias de Desenvolvimento Econômico. “Dessas, só duas funcionam”, afirma.
A partir da fala de Lira, pode se presumir o seguinte : alguns gestores não tem estimulado o empreendedorismo justamente porque este fomenta a geração de postos de trabalho que não tem dependência do poder público, quebrando a lógica da oferta de cabide de empregos, que incham as prefeituras de gente de mais para ocupação nenhuma, criando um amassa de manobra política.
“Estamos buscando ao longo do tempo conscientizar os prefeitos e estimulando os que vão entrar para outro olhar sobre isso”, diz Lira. O Sebrae é um dos entes responsáveis pela II Semana do Empreendedor em Afogados da Ingazeira, que começa nesta segunda.
Pedro esteve ao lado da Secretária de Administração, Flaviana Rosa e do empresário Danilo, da Gráfica Asa Branca. Hoje  (28) começa a II Feira do Empreendedor, indo até sábado (03), em Afogados da Ingazeira. A parceria é da Prefeitura, tida como exceção ao quadro apresentado neste tema,  com o SEBRAE e a Rádio Pajeú. Na programação, cursos, palestras, oficinas e feira de negócios dos segmentos de serviços, comércio, agropecuária e indústria.
Hoje tem início o curso de culinária natalina, na carreta do SENAC, a partir das 8h; e palestra sobre redes sociais, na sala do empreendedor, a partir das 19h. A sala do empreendedor fica no prédio da Secretaria de Assistência Social, na Rua Senador Paulo Guerra, no edifício do antigo fórum.
Dentre as atividades, o lançamento da marca de leite de cabra Pajelat, produzido industrialmente por sertanejos com unidades de beneficiamento em Jabitacá e Itapetim, dia 1º , 19h, na Praça Arruda Câmara.
Também haverá estímulo para aprimoramento do comércio. “Todas as áreas de Afogados da Ingazeira tem oportunidades para quem quer empreender”, afirma. Ele chama a atenção para a melhor capacitação no item “atendimento”. “Tem gente que contrata por amizade, porque alguém indicou, nunca pelo perfil. Isso interfere no atendimento”, atesta.

POLÍTICA NACIONAL DE SAÚDE DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA E SUA RELAÇÃO COM A SAÚDE BUCAL



O acesso da pessoa com deficiência no SUS deve acontecer
como ocorre para todo e qualquer paciente, ou seja, por meio da
atenção básica. Para tanto, os serviços devem se organizar a fim de
ofertarem atendimento prioritário no âmbito da atenção primária,
considerada um campo importante na ótica da inclusão e dos direitos
de cidadania da pessoa com deficiência (OTHERO; DALMASO, 2009)
e, por meio da Estratégia Saúde da Família, realizarem uma busca
criteriosa desses usuários, visando cadastrá-los e definir as ações
para garantir seu atendimento.
A assistência odontológica acompanhada de procedimentos
anestésicos e outros deve acontecer somente em casos específicos,
e o atendimento em regime ambulatorial especial ou em regime de
internação, somente deve ocorrer quando a natureza da sequela
assim o exigir.

QUAL O PAPEL DA EQUIPE DE SAÚDE BUCAL (ESB)
NO ATENDIMENTO À PESSOA COM DEFICIÊNCIA?
O atendimento odontológico aos pacientes com deficiência
possui características peculiares, no qual a produtividade não deve
ser avaliada em termos quantitativos (GONÇALVES; KOERICH, 2004).
Assim, cabe à ESB atender esses usuários em níveis crescentes
de complexidade, e, nesse sentido, acolher, prestar assistência às
queixas, orientar para a realização de exames complementares,
acompanhar a evolução de cada caso e encaminhar para as unidades
de atenção especializada somente quando for necessário (BRASIL,
2010a). Além disso, devem dedicar atenção especial aos familiares
para que eles possam se tornar colaboradores no cuidado (informação
e prevenção) com esses pacientes.


COMO DEVE SER AS INTERVENÇÕES ODONTOLÓGICAS
NOS PACIENTES COM DEFICIÊNCIA?


As intervenções odontológicas devem acontecer de forma a
garantir que sejam as mais pertinentes ao quadro de cada usuário,
requerendo a elaboração de protocolos de atenção, com definição, em
cada nível, dos cuidados a serem tomados (de acordo com diagnóstico
médico, condições de saúde e tratamento, agravos associados,
limitações e capacidades individuais de cada paciente). Por requerer
uma atenção em todos os níveis de complexidade, impõe, portanto,
a necessidade de rigoroso trabalho integrado da equipe de saúde.

E PARA ASSISTÊNCIA ODONTOLÓGICA NA MÉDIA E ALTA
COMPLEXIDADE, A QUEM RECORRER?
A oferta de serviços odontológicos especializados deve, preferentemente,
acontecer juntamente com os Centros de Especialidades
Odontológicas (CEOs), mas somente quando não houver condições
de atendimento na atenção básica.

E EM QUE SITUAÇÕES A PNSB RECOMENDA A ASSISTÊNCIA ODONTOLÓGICA EM AMBIENTE HOSPITALAR E SOB ANESTESIA
 OU SEDAÇÃO?
Naquelas em que os usuários apresentem uma ou mais limitações
temporárias ou permanentes de ordem intelectual e física ...

Fonte: Ministério da Saúde.

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

MORTES: A GUARDIÃ DA MEMÓRIA DE TABIRA, NO SERTÃO

MARIA DAS NEVES PIRES DA SILVA (1925-2016)


WILLIAN VIEIRA
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA

26/11/2016 00h00

Marcos Oliveira
Maria das Neves Pires da Silva (1925-2016)
Maria das Neves Pires da Silva (1925-2016)
Em Tabira, sertão de Pernambuco, a sorte de pobres e ricos passou pelas mãos de Nevinha. Mas era a própria memória da cidade, antes perdida no tempo e no espaço e hoje dona de seu passado, quem mais lhe devia. Foi ela quem, em cartas, discursos e livros, escreveu sua história.
A terra era distrito quando o pai, comerciante hábil, chegou à prefeitura de Afogados da Ingazeira e a emancipou.
E se o velho Pires se tornou líder político, foi porque Nevinha escrevia os discursos e os lia no coreto da praça. "Era sua conselheira", diz o filho, Pedro. Indicada a prefeita, do marido ouviu não. Mulher que comanda cidade mandaria em casa, dizia. "Ela queria, tinha cancha." Mas aquiesceu.

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

DUPLA DE CRIANÇAS TABIRENSES VAI SE APRESENTAR EM PROGRAMA DA RECORD


No próximo Domingo (27/11), os irmãos Higor & Amanda com nome artístico de “Canarinhos do Sertão”, irão se apresentar no palco do Domingo Show da Rede Record de Televisão, apresentado por Geraldo Luiz.

Segundo informações, as gravações para o programa teve início no último dia 19 (Sexta-feira), onde a repórter conta a vida dos artistas sertanejos que tem tudo para vencer na vida.

A dupla, que surpreendem com seu repertório, são moradores do sítio Serrota, na zona rural de Tabira no Sertão do Pajeú, e fazem pequenos shows em bares e feiras livres nos estados de Pernambuco e Paraíba. Higor tem 13 anos de idade, já Amanda tem 9 anos.

Eles também costumam se apresentar em emissoras de Rádios, á exemplo da Rádio Princesa Isabel, no programa do competente locutor Fábio Arruda, que abriu espaço para os “Canarinhos do Sertão”, como são conhecidos, mostrarem os seus talentos e ingressar no mundo artístico através do reconhecimento de seus valores, que por sinal, são muitos!

A dupla mirim, nem sempre são reconhecidos como deveriam,

Porém, o talento incomparável fez com que despertasse em Blogs da região a vontade tornar evidente, compreendendo com caráter de certeza que eles podem ir muito mais além.

Diante da incontestável realidade exposta, surgiram oportunidades que podem tirar os pequeninos do anonimato, pois a emissora de televisão supracitada, de renome internacional, abriu suas portas para que o país possa conhecer esses verdadeiros artistas sertanejos.

Surpresas emocionantes irão acontecer no palco do programa Domingo Show, não percam!!!

Para entrar em contato com a dupla ligue para o número: (087) 9-8172-1600 (Oi) e falar com “Nego” ou no 9-9808-0322 e falar com Sales. (Fonte: Água Branca em Foco/ Fotos: Djacir Pereira)

Fonte:http://www.maispajeu.com.br/2016/11/dupla-de-criancas-tabirenses-vai-se.html 

SOCORRO LEANDRO DIZ QUE INFORMAÇÃO DE DINHEIRO EXTRA NO BOLSA FAMÍLIA É BOATO

bolsa familiaA Coordenadora do Programa Bolsa Família em Tabira, Socorro Leandro, esteve falando ao Programa Show da Tarde, da Rádio Cultura FM, sobre a informação que anda circulando que os beneficiários do Bolsa Família teriam um dinheiro extra para receber, tipo um décimo terceiro.
Ela explicou que tudo não passa de um boato que teve seu início, segundo ela, em Salvador, capital da Bahia. Para confirmar a sua explanação, Socorro fez questão de ler uma mensagem oficial da Caixa Econômica Federal enviada para os coordenadores desmentindo o tal pagamento extra.
“Seria muito bom se nossos beneficiários tivessem mesmo o direito a essa espécie de décimo terceiro, mas infelizmente a notícia é falsa. Outro fator que está ajudando para a confusão é que a Caixa está disponibilizando na internet um extrato dos valores sacados ao longo do ano e muitas pessoas veem esse extrato, não entendem a informação e pensam que é um dinheiro que têm para receber.

terça-feira, 22 de novembro de 2016

ESTÁ CHEGANDO A GRANDE CAMPANHA DO NATAL SOLIDÁRIO - 2016.



Meus amigos, estamos em mais uma ação do bem que é CAMPANHA  NATAL SOLIDÁRIO 2016, EM SUA 11ª EDIÇÃO, Contamos com a sua participação, doando qualquer quantidade de alimentos, para que possamos juntos, em dezembro, realizar mais uma ação coletiva do bem, servindo ao outro. “Vamos juntos fazer o bem sem escolher a quem”

 



Atenciosamente,
A Comissão Organizadora.

PRODUÇÃO DO BLOG TRAJANDOCIDADANIA VISITA POSTO DE SAÚDE DO SITIO ILHA DO RATO.


Hoje 22/11, O blog Trajandocidadania através da sua equipe de produção, esteve fazendo uma visita a ESF (Posto de Saúde) do Sitio Ilha do Rato, onde fomos muito bem recebidos por toda equipe de funcionários, a quem mandamos um grande abraço...

O Posto foi reformado recentemente, ficou muito bem organizado, maior espaço e comodidade para toda população que faz uso dos serviços de saúde daquele Posto. Parabéns ao prefeito Sebastião Dias pelas melhorias feitas naquela Unidade de Saúde.

Estiveram comigo: Silas Oliveira e a Vice–Presidente da Associação dos Moradores do Sitio Barro Branco II, Ivanes Pereira.

Os nossos parabéns e muito obrigado á todos (as) funcionários (as) pela limpeza e organização e especialmente á Dra. Harumi Hamamoto e ao Dr. Pedro Gonzales, pelo acolhimento e atendimento.

Segue abaixo algumas fotos:





 





















Matéria: Heleno Trajano

domingo, 20 de novembro de 2016

QUAIS SÃO AS REDES SOCIAIS MAIS USADAS NO BRASIL


Segundo a pesquisa Digital in 2016, da We Are Social, realizada ao longo do último trimestre de 2015, temos hoje no Brasil uma média de 45% da população ativa em redes sociais de todos os tipos.
De janeiro de 2015 para cá tivemos um aumento de 13% de usuários de redes sociais conectados via mobile. Considerando a popularização do acesso ao aparelho celular (91% da população adulta do Brasil já tem um!), é natural esperarmos que esse número cresça de maneira vertiginosa nos próximos anos, deixando claro que esse é nicho interessante de se investir.
Já os dados da Pesquisa Brasileira de Mídia 2015, da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, mostram que 65% dos jovens entrevistados, com até 25 anos, acessam internet todos os dias aqui no país. E esse número só continua crescendo. 67% desses jovens afirmaram também que o uso é principalmente destinado à diversão e à busca de notícias que, sabemos bem, vem ganhando cada vez mais espaço dentro das próprias redes sociais.
Mas, quais são as redes sociais mais usadas no Brasil? Confira a lista das 11 mais acessadas a seguir!
11. Pinterest
Fundada em 2010, o Pinterest é uma rede social usada para o compartilhamento de imagens de qualquer tipo. O usuário pode favoritar o conteúdo e criar pastas compartilháveis que, hoje em dia, são muitíssimo populares nos segmentos de moda, maquiagem, artesanato e decoração.
A rede tem mais de 70 milhões de users cadastrados, com cerca de 80% de mulheres como usuárias ativas. No Brasil, temos apenas 8% da população utilizando essa rede social, 2% a mais que no ano passado. Mas, não se desanime! Com a adição de novos recursos para compra e uso promocional da rede, é bem possível que ela continue a crescer no país.
10. Snapchat
O Snapchat tem se tornado o queridinho de muitos usuários aqui no país. Depois que figuras públicas, como o Padre Fábio de Melo, começaram a dar destaque para a rede, ela foi se tornando cada vez mais popular entre usuários de redes como o Twitter e Instagram.
Infelizmente os números totais não são tão altos, deixando apenas 9% da população brasileira, no último trimestre de 2015, como ativa nessa rede.
Em dados globais, o uso do Snapchat já ultrapassou redes sociais bem estabelecidas como o Tumblr e até mesmo o Twitter, e provavelmente não deve parar por aí. Ser a terceira rede social mais popular do mundo, entre millenials, é um título para poucos.
As empresas começaram também a aderir a rede social, visando atingir esse público que começa a ter o poder de compra agora e que parece ficar de fora de táticas de email marketing.
Segundo a Content Trends 2016, cerca de 6,1% das marcas brasileiras começaram a aderir à tendência mundial e utilizar o Snapchat em sua estratégia de marketing digital, sendo que esse número era inexistente na edição 2015 da pesquisa.
9. LinkedIn
Essa rede social do mundo corporativo tem uma média de 25 milhões de usuários ativos no Brasil, ficando atrás apenas da Índia e dos Estados Unidos (que hoje têm 128 milhões de usuários) segundo dados do Statista.
A rede social também está crescendo no país, com uma diferença de 2% a mais de usuários se comparado ao ano passado, adotando um papel estratégico na captação de talentos e divulgação de vagas e conteúdo relevante de empresas de vários segmentos.
8. Twitter
A rede social para microblogs teve um boom repentino no país, mas, de 2013 para cá, caiu cerca de 63% no volume de usuários ativos, segundo dados do Statista. E, apesar de figurar entre uma das redes sociais mais populares do mundo, aqui no Brasil ele fica apenas em 8° lugar.
Ao redor do mundo, são mais de 310 milhões de usuários únicos, sendo que 83% dos líderes políticos mundiais já estão presentes na rede com contas ativas.
O Twitter ainda é fundamental para boa parte das ações de marketing online e, quando bem usada, pode trazer resultados de engajamento indispensáveis para campanhas de relacionamento.
Apesar disso, tem perdido adesão entre as empresas, caindo do 2° lugar das redes sociais mais usadas pelas empresas e indo para o 5º, com 40% de adesão, segundo a Content Trends 2016.
7. Skype
Lançado em 2003, o Skype é um dos programas de troca de mensagens por voz (e vídeo) mais difundidos na atualidade e, apesar da contínua emergência de novas redes para comunicação em tempo real (como o Hangout do Google, um de seus maiores concorrentes), ele ainda continua bem estabelecido no mercado.
Ao redor do mundo são, pelo menos, 300 milhões de usuários ativos. Já no Brasil ele é usado por uma média de 15% da população, não se restringindo ao uso doméstico, mas, principalmente, por empresas de todos os portes.
6. Google+
Lançada em junho de 2011, essa rede social tem hoje uma média de 6% dos usuários totais sendo brasileiros. Apesar do número parecer pequeno, ele fica atrás apenas dos indianos (18% dos usuários) e dos estadunidenses (55%).
A rede social  ainda não chegou a engatar aqui no país, apesar de já ter passado por uma série de mudanças que hoje permitem a sua integração com os outros serviços do Google. A posição na pesquisa é privilegiada, principalmente, por conta da quantidade de contas que são automaticamente criadas com a geração de novos e-mails e perfis no Gmail. Mas isso não significa que ela esteja deserta. Alguns segmentos são mais populares dentro do Google Plus+, como é o caso da engenharia nos Estados Unidos. A chave é procurar uma comunidade de seu interesse que esteja ativa, e daí em diante montar o seu círculo de amizade focado nos usuários participantes.
5. Instagram
Com a possibilidade de se montar anúncios no Instagram, essa rede social logo se tornou a queridinha dos publicitários. Com um modelo simples, que atende desde usuários iniciantes, até os mais experientes, ela já conta com mais de 300 milhões de usuários ativos diariamente.
Os brasileiros já são responsáveis por 6.55% do tráfego total da rede, ficando atrás dos russos (7.65%) e, claro, estadunidenses (19.97%). O Instagram hoje é fundamental em toda boa estratégia de marketing com foco na gestão de comunidade e em busca de engajamento por parte de seu público.
As marcas estão antenadas a essa tendência: segundo a Content Trends 2016, a rede social que apresentou maior crescimento em adesão pelas empresas foi o Instagram, passando de 42% de adoção para 47,9% e se tornando a segunda colocada em preferência pelas marcas no Brasil.
4. Youtube
O fenômeno dos Youtubers no Brasil embarcou no crescimento da rede nos últimos anos e, hoje, ela já é a quarta mais acessada do país, passando por constantes atualizações de recursos. Se desconsiderarmos os apps de troca de mensagens, o Youtube pode sim ser considerada a segunda maior rede social acessada no país, com uma média de 21% da população ativa diariamente.
Contas populares como o Portas dos Fundos têm uma média de 12 milhões de usuários inscritos, deixando claro que há a possibilidade de investirmos em estratégias de marketing no Youtube, afinal de contas, público não vai faltar.
A escolha pelo YouTube também cresceu entre as empresas em relação a 2015 e, atualmente, é a 3ª mais utilizada (42,4%), segundo a Content Trends 2016.
3. Messenger
Desde que o Messenger tornou-se um app separado do Facebook, e o seu download começou a se tornar obrigatório para usuários da rede social por smartphones, ele rapidamente subiu na lista dos aplicativos mais baixados.
Na lista oficial da Play Store, o Messenger perde apenas para o Whatsapp como aplicativo mais procurado no Android. Uma de suas vantagens é a possibilidade de uso no desktop, além da desassociação da linha do tempo de sua conta no Facebook, que impede distrações e torna o app bem mais estratégico.
2. Whatsapp
A movimentação causada para cada bloqueio que o Whatsapp sofre no Brasil é suficiente para atestar sua importância hoje, no mundo das redes sociais. Não só isso, a presença de membros, que comumente não estão conectados ativamente nas redes sociais (como nossa família), é outro fator que pode provar, com louvor, o sucesso da ferramenta social.
No país, ele não serve apenas para lazer ou conversação casual.O Whatsapp vem se tornando, cada vez mais, uma ferramenta de trabalho para os mais diversos segmentos, e não é surpresa que quase 30% da população já o utilize diariamente, estando presente em aproximadamente 70% dos celulares do país, segundo pesquisa da Nielsen do ano passado.
1. Facebook
O Facebook conquistou o posto de rede social mais popular do mundo em meados de 2008, substituindo, três anos depois, um dos grandes fenômenos das redes sociais no Brasil: O Orkut.
Ainda hoje, não é surpresa que a rede esteja em primeiro lugar no país. O Brasil é o terceiro país mais ativo no Facebook, perdendo apenas para os EUA e a Índia. Ao todo, são 103 milhões de usuários por aqui, sendo 54% do público feminino.
Graças à volumosa adesão de usuários a esta rede social, o conceito de viralização de conteúdo, em que o compartilhamento entre as pessoas vai aumentando em cadeia, vem se tornando cada vez mais comum em todas as relações online que funcionem dentro da lógica de rede social.
Assim, o Facebook tem praticamente ditado as regras de comportamento em redes sociais, principalmente quando se diz respeito aos perfis corporativos, que já adotam estratégias de marketing específicas para o aumento de visualizações.
O uso de redes sociais no mundo é uma questão que está em constante evolução, e bem sabemos como o curto espaço de alguns meses, às vezes, é o suficiente para virar esse cenário de cabeça para baixo.
Por isso, é fundamental acompanhar as mudanças de apropriação das redes. E não tem jeito melhor de fazer isso do que, simplesmente, usando-as.

Encontrou alguma rede nova na lista? Então não perca tempo e vá lá criar a sua conta! Aproveita e dê uma olhadinha no nosso Guia Completo do Marketing de Conteúdo nas redes sociais!