quinta-feira, 24 de junho de 2010

IMPLANTE NEURAL DE SEDA TRAZ ESPERANÇA PARA EPILEPSIA E LESÕES DA COLUNA

Cientistas criaram um novo tipo de eletrodo para implantes cerebrais que praticamente se funde no lugar, adequando-se com perfeição à superfície irregular do cérebro.
Feito de uma mescla precisa de polímero, metal e seda, o implante ultrafino é menos invasivo do que os tradicionais eletrodos de agulha, praticamente não causando danos ao cérebro.
A parte de seda - ou fibroína, a proteína da qual a seda é feita - é projetada para dissolver-se depois que os eletrodos são implantados no cérebro, garantindo um perfeito contato e leituras mais precisas dos impulsos elétricos do cérebro.
Eletrodo cerebral

A tecnologia pode impulsionar o campo das interfaces cérebro-máquina e permitir a criação de dispositivos práticos para monitorar e controlar as convulsões epilépticas e até mesmo para transmitir sinais do cérebro para partes específicas do corpo, saltando partes danificadas por fraturas na coluna vertebral.

"Estes implantes têm o potencial para maximizar o contato entre os eletrodos e o tecido cerebral, minimizando os danos ao cérebro. Eles podem fornecer uma plataforma para uma grande variedade de dispositivos médicos, com aplicações na epilepsia, nas lesões da medula espinhal e outras desordens neurológicas," afirma o Dr. Walter Koroshetz, do Instituto Nacional de Desordens Neurológicas, dos Estados Unidos.

Os experimentos demonstraram que os implantes ultrafinos e flexíveis, recobertos de seda, captam a atividade cerebral mais fielmente do que os implantes mais grossos utilizados atualmente, mesmo quando utilizados em conjunto com o mesmo circuito eletrônico de suporte.

Eletrodos neurais

A primeira geração de eletrodos neurais, usados para gravação dos sinais cerebrais - e ainda a mais largamente utilizada - consiste em pequenas agulhas metálicas que penetram profundamente no tecido cerebral.

A segunda geração trouxe as chamadas matrizes de micro eletrodos, constituídas por dezenas de eletrodos de fio semi-flexível. Embora menos invasivas, essas matrizes são essencialmente chips ultraminiaturizados , e a sua base de silício rígida não lhes permite conformar-se à superfície irregular do cérebro.

Já os novos eletrodos neurais à base de seda podem literalmente "abraçar" o cérebro, adaptando-se às ranhuras e se estendendo por suas superfícies arredondadas, colando-se como se fosse uma fita adesiva.

A flexibilidade também permite que eles se adaptem aos movimentos normais, ou até anormais, do cérebro no interior do crânio.

Seda, metal e plástico

Além de sua flexibilidade, a seda foi escolhida como material base dos eletrodos porque ela é resistente o suficiente para suportar a inserção das finas vias metálicas responsáveis por captar os sinais do cérebro e enviá-los para os equipamentos de processamento.

A seda também permite que os implantes sejam projetados para evitar reações inflamatórias e para dissolver-se em tempos predeterminados, que podem variar de quase imediatamente após o implante até anos mais tarde.

As matrizes de eletrodos de metal - com cerca de 500 micrômetros de espessura - podem ser impressas em camadas de poliimida (um tipo de plástico) e de seda e, a seguir, posicionadas sobre o cérebro.
A parte eletrônica do implante foi obtida com a colaboração da equipe do professor John Rogers, da Universidade de Illinois, que desenvolveu circuitos eletrônicos superflexíveis usados, por exemplo, em uma câmera digital que imita a retina humana.
Implantes cerebrais

Os implantes cerebrais foram testados sobre objetos de geometrias complexas e maleáveis e, finalmente, no cérebro de animais vivos anestesiados.

Os experimentos levaram ao desenvolvimento de uma matriz que tem como base uma malha de poliamida e seda que se dissolve assim que faz contato com o cérebro, permitindo que a matriz de eletrodos "abrace" fortemente o cérebro, captando os sinais de forma mais precisa do que os eletrodos muito mais grossos utilizados até hoje.

Agora que comprovaram o funcionamento da técnica, os pesquisadores planejam adensar os eletrodos sobre a base de seda e plástico, de forma a obter leituras dos sinais cerebrais com uma resolução mais elevada - os protótipos usados até agora são formados por 30 eletrodos em um padrão de 5x6.

"Também pode ser possível compactar os implantes de seda e enviá-los ao cérebro através de um catéter, em formatos definidos e já instrumentalizados com componentes eletrônicos de alto desempenho," vislumbra o Dr. Rogers.

Epilepsia e lesão na coluna

Em pacientes com epilepsia, as matrizes de eletrodos cerebrais podem ser usadas para detectar quando a crise epiléptica está começando, e enviar de volta ao cérebro pulsos elétricos que anulem os ataques.

Nas pessoas com lesões na coluna vertebral, a tecnologia tem potencial para ler diretamente no cérebro os sinais complexos que comandam os movimentos e encaminhar esses sinais diretamente para os músculos saudáveis ou para próteses, saltando a porção danificada.

Fonte: www.deficiente.com.br

sábado, 12 de junho de 2010

OS ALIMEMTOS DE UM NOVO TEMPO


Aconteceu nesta sexta feira à primeira ação em Tabira do PROGRAMA DE AQUISIÇÃO DE ALIMENTOS (PAA) do GOVERNO FEDERAL por intermédio do (MDS) no município de Tabira em parceria a CCAAFAIL (Cooperativa de Comercialização Agropecuária de Afogados da Ingazeira LTDA) Trata-se de uma conquista muito importante na qual estiveram a frente da conquista e da entrega o Vice-prefeito Joel Mariano, a primeira dama e Secretária de Assistência Social Maria Claudenice e o Secretário de Agricultura Ridaylson Cipriano.
A distribuição de alimentos começou pelo lar do Idoso, continuando pela Pastoral da Criança e também para as escolas do Brejinho e de Borborema. O cardápio é bem diversificado e rico em proteínas, a saber: 60 kg de Macaxeira, 18 kg de Maracujá, 25 kg de laranja, 47 kg de batata doce, 34 kg de abobrinha, 45 kg de milho verde, 17 kg de limão, 12 kg de pimentão, 25 kg de mamão, 25 kg de massa puba, 15 kg de mel de abelha, 3 kg de coentro, 17 kg de carne de caprino, 53 kg de melancia. É indescritível a sensação de felicidade tanto daqueles que receberam estes alimentos como também de nós do governo pelo prazer que temos em ajudar aqueles que mais necessitam. A construção de UM NOVO TEMPO não poderia ser diferente.


Fonte: Assessoria de Imprensa

UM NOVO TEMPO PARA AS MULHERES DE TABIRA


UM NOVO TEMPO PARA AS MULHERES DE TABIRA
11/06/2010 20:07:00
É com muita alegria que comunicamos ao nosso leitor a implantação em Tabira da COORDENADORIA DA MULHER em parceria com o Governo do Estado. O objetivo da Coordenadoria é trabalhar a auto-estima e valorização da mulher, encorajando-a a romper com o silêncio e viver com dignidade. A Coordenadoria da Mulher está funcionando no prédio do CRAS, situado a Rua Jojó Cordeiro, vizinho a Secretaria de Agricultura das 07:00h às 17h30min de segunda a sexta feira. A referida instituição planeja realizar as seguintes ações: Palestras em Escolas e Comunidades, Seminários, Oficinas e Cursos, além de contar com apoio Psicológico e Jurídico. A Coordenadora será a professora Márcia Maria Albuquerque Cordeiro. Segundo ela “é bom lembrar que só duas cidades do Sertão do Pajeú foram contempladas com esse projeto Tabira e Iguaraci”. Que venha UM NOVO TEMPO para as mulheres também.


Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Tabira

sexta-feira, 11 de junho de 2010

ADET ENVIA OFICIOS COM REIVINDICAÇÕES PARA AUTORIDADES DO NOSSO MUNICIPIO.

E nestes últimos dias a ADET entregou bastante ofícios com Reivindicações as autoridades do nosso Município, foram elas:

• Câmara Municipal de Vereadores. - Reivindicando: Uso do Carro da Câmara (Emergências)
• Empresário Paulo Manú – Reivindicando doação de terreno
• Prefeito do Município – Reivindicando solicitação no mesmo sentido
• Posto do DETRAN – Tabira – Reivindicando rampas de Acesso
• Posto do DETRAN – Afogados – Reivindicando atendimento médico aqui na Região para exames da Carteira Nacional de Habilitação para Pessoas Com Deficiência.
• Secretário de Obras do Município – Solicitando apoio para aterro no Terreno da Entidade.
• A FLAMAC – Solicitando as caçambas para aterrar o terreno da Entidade para construção da futura sede
• A Paróquia Local – Solicitando a construção de rampas de acesso na frente da Igreja Matriz,
Entre outros.
• Solicitamos também rampas de acesso na Paróquia do Povoado do Brejinho.
• Solicitamos a construção de rampa de acesso na Escola Cícero Correia também no Brejinho.

ADET REALIZA PALESTRA NA ESCOLA CICERO CORREIA, NO BREJINHO

Ontem dia: 10/06/2010, a ADET se fez representar em uma importante palestra sobre Inclusão das Pessoas Com Deficiência, promovida pela Escola Cícero Correia, no Povoado do Brejinho, o nosso especial agradecimento a Diretora Dinaura, a todos os Professores e alunos e em especial ao Amigo Geneci Cristovão e sua Filha Sara, que tão bem nos recepcionaram, lá se fizeram presentes os seguintes Diretores: Heleno Trajano, Claudeci Queiroz, Girleide Gomes, Maria de Fátima, Antonio Brito, que com muita propriedade contaram suas histórias de superação e deram um belo exemplo, como se enfrenta a diversidade no dia a dia, também foram distribuídos cordéis da comemoração de seis anos de fundação da Entidade.

quarta-feira, 9 de junho de 2010

ADET PARTICIPA DE PALESTRA - PLANTAS QUE CURAM, PROMOVIDA PELO LAR DO IDOSO.


Ocorreu na segunda feira, dia 07 de maio, na Câmara de Vereadores uma importante palestra com o Dr. Celerino Carriconde, Médico Fitoterápico de vasto conhecimento sobre o assunto, no Brasil e em outros países. A palestra contou com muitos participantes e logo após fizeram uma visita ao Lar do Idoso, onde tem um espaço de plantas. O projeto futuro é construir um Laboratório de Plantas Medicinais para fabricação de lambedores em Tabira. Participaram do evento Hawai da Secretaria de Ação Social, Ao final do encontro o Médico concedeu uma entrevista ao Repórter Vagner Leandro que será veiculada em programa de rádio,na qual ele fez diversas referências a preservação de nossas plantas nativas as quais são também medicinais, tais como: a quixabeira, aroeira, caatinga branca, capim santo, juá, entre outras.
Lá se fizeram presentes tambem os Diretores da ADET - Associação dos Deficientes de Tabira: Heleno Trajano, Girleide Gomes, Antonio Brito, Vanda Maria, Absolão Soares, Maria de Fátima, Maria de Lourdes, entre outros e depois da visita ao Lar do Idoso, visitamos a nossa Amiga Maria Madalena, no Riacho do Gado.

ADET - Seis Anos de Serviços Prestados!

ADET PARTICIPA DE COMEMORAÇÕES DE 61 ANOS DE EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DE TABIRA


A festa de Emancipação Política dos nossos 61 anos contou com a participação de diversas competições, entre elas, vale destacar a corrida dos cadeirantes da ADET no período da abertura das festas. A construção de UM NOVO TEMPO em Tabira não pode prescindir do papel importante desse Novo segmento social que cresce tanto no Brasil, como em Tabira. A demonstração que eles deram nessa competição é a de que todos nós, independente do formato físico, temos muito a contribuir com a sociedade, seja nos momentos de lazer, como também no processo produtivo como se constata neste país a fora. No final da corrida a prefeitura premiou os participantes. Parabéns aos concorrentes classificados do primeiro ao último lugar nesta ordem: Maria de Fátima, Girleide Gomes, Luiz Miguel, Absolão Pereira, Heleno Trajano e Antonio Brito.