terça-feira, 28 de abril de 2015

TUPARETAMA IMPLANTA PROGRAMA DE REVITALIZAÇÃO DA PALMA RESISTENTE À COCHONILHA


DSCF0317
A Prefeitura Municipal de Tuparetama, através da Secretaria de Desenvolvimento Rural e em parceria com o Instituto Nacional do Sertão (INSA), com sede em Campina Grande-PB, implantou nesta sexta-feira (24) o Programa de Revitalização da Cultura da Palma Forrageira Resistente à Cochonilha do Carmim no município.
Ao todo foram distribuídas vinte mil raquetes de palma forrageira resistentes à praga, que dizimou as plantações de palma no Sertão nordestino nos últimos anos. A distribuição das raquetes para os produtores rurais aconteceu na escola da comunidade de Logradouro, zona rural do município.
“Já tivemos plantação de palma, mas devido à cochonilha a gente perdeu o gosto de plantar e de criar os animais, porque sem palma não dá pra sustentar, mas agora com as explicações que tivemos aqui voltamos a ter esperança em plantar palma”, comemora a agricultora Ana Lúcia de Araújo Brito, da comunidade de Carnaúba.
Além da distribuição de raquetes, foram realizadas palestras sobre o manejo e utilização da palma na alimentação animal, os múltiplos usos da mesma, histórico do cultivo e as ações do Governo no Estado de Pernambuco para recuperar a cultura. “Após o advento da praga, a cultura da palma precisa ser estimulada, sensibilizando os agricultores para que voltem a plantar essa cultura, usando os genótipos resistentes à praga”, destaca o professor da UFRPE, Maurício Leite.

Djalma Cordeiro dos Santos, pesquisador do IPA de Arcoverde, explica como o Governo do Estado vem enfrentando o problema da dizimação da palma. “O governo vem fazendo um programa de discussão das variedades resistentes e desde 2008 identificou que a melhor maneira de conviver com a cochonilha é introduzir essas variedades selecionadas pelo IPA, até o momento já foram distribuídas cerca de 60 milhões de folhas para os agricultores fazerem sementeiras”, afirma.

Nenhum comentário: