sexta-feira, 25 de novembro de 2016

MORTES: A GUARDIÃ DA MEMÓRIA DE TABIRA, NO SERTÃO

MARIA DAS NEVES PIRES DA SILVA (1925-2016)


WILLIAN VIEIRA
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA

26/11/2016 00h00

Marcos Oliveira
Maria das Neves Pires da Silva (1925-2016)
Maria das Neves Pires da Silva (1925-2016)
Em Tabira, sertão de Pernambuco, a sorte de pobres e ricos passou pelas mãos de Nevinha. Mas era a própria memória da cidade, antes perdida no tempo e no espaço e hoje dona de seu passado, quem mais lhe devia. Foi ela quem, em cartas, discursos e livros, escreveu sua história.
A terra era distrito quando o pai, comerciante hábil, chegou à prefeitura de Afogados da Ingazeira e a emancipou.
E se o velho Pires se tornou líder político, foi porque Nevinha escrevia os discursos e os lia no coreto da praça. "Era sua conselheira", diz o filho, Pedro. Indicada a prefeita, do marido ouviu não. Mulher que comanda cidade mandaria em casa, dizia. "Ela queria, tinha cancha." Mas aquiesceu.

Nenhum comentário: