quinta-feira, 30 de novembro de 2017

REALIZADO COM EXITO MAIS UM FESTIVAL DE PRÊMIOS BENEFICENTE COM PARTE DA RENDA EM PROL DA ADET, VEJA AS FOTOS DOS GANHADORES


Conforme anunciado neste domingo dia 26/11, Aconteceu em nossa cidade mais um Festival de Prêmios beneficente com parte da renda em prol da ADET - Associação de Deficientes de Tabira.

Gostaríamos de agradecer a todos que de forma direta ou indireta contribuíram comprando as cartelas no sentimento de ajudar os trabalhos desenvolvidos pela nossa entidade; 

Dos seis ganhadores das cinco motos e dos 3 mil reais, quatro foram da nossa cidade, o que nos deixa mais gratificados pela participação e contribuição de todos.

Todos os ganhadores foram recebidos pelo Presidente da ADET na Sede Social da Entidade, onde participaram de um café da manhã oferecido pela Associação.

Um abraço de gratidão á Todos!
Do Presidente Luiz Antônio da Silva (Nem) e toda a diretoria.

Veja abaixo as fotos dos ganhadores:









Matéria: Heleno Trajano

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

VEM AI O FESTIVAL DE PRÊMIOS DE TABIRA, SERÁ NO PRÓXIMO (DOMINGO) DIA 26, NÃO PERCA! FAÇA A SUA PARTE, PARTICIPE!


Acontecerá no dia 26 do corrente mês, O Festival de Prêmios de Tabira com parte da renda em prol da renda em prol da ADET - Associação dos Deficientes de Tabira, vimos em nome de todos os Associados pedir que você que conhece os trabalhos da ADET há 13 anos, compre a cartela, que alem de está concorrendo a ganhar belos prêmios, estrá ajudando a nossa Entidade a continuar prestando os bons serviços a todos que deles necessitam.

Um abraço de toda Diretoria e Associados.

NOTA DE ESCLARECIMENTO


A Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Tabira – Casa Eduardo Domingos de Lima vem mais uma vez esclarecer a população tabirense sobre as provocações infundadas acerca da aprovação do código tributário e o aumento dos salários dos vereadores.
1º- Com o aumento da receita financeira do município, automaticamente aumentam-se também os valores do repasse financeiro remetido pelo Poder Executivo ao Poder Legislativo através do duodécimo - Lei Orçamentária Anual do Legislativo, calculado de acordo com o valor da receita corrente líquida do município.
2º- O repasse do chamado duodécimo é obrigatório aos poderes Legislativo e Judiciário. Este repasse está mencionado na Constituição Federal, no artigo 168 que diz: “Os recursos correspondentes às dotações orçamentárias, compreendidos os créditos suplementares e especiais, destinados aos órgãos dos Poderes Legislativos e Judiciários, do Ministério Público e da Defensoria Pública, ser-lhes-ão entregues até o dia 20 de cada mês, em duodécimos...”
3º- Sobre um possível aumento no valor do duodécimo a partir do crescimento da receita municipal, NÃO IMPLICA NO AUMENTO DOS SALÁRIOS DOS VEREADORES.
4º- Os reajustes salariais do prefeito, vice e vereadores só ocorrem no final de cada legislatura a serem validados na legislatura seguinte. Em Tabira, como nas demais casas legislativas do país, o mesmo ocorreu no ano de 2016, passando a valer para os quatro anos que compreendem a legislatura em que estamos. Por tanto, só iremos votar os proventos salariais da Casa Eduardo Domingos de Lima e do Poder Executivo no ano de 2020 para o exercício 2021/2024.
Por fim, a Casa Eduardo Domingos de Lima reitera que a aprovação do Código Tributário é um sentimento deste colegiado no apoio ao desenvolvimento econômico do nosso município e NÃO em benefício próprio.


Facebook da Presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Tabira, 
Vereadora Dra. Nelly Sampaio.


terça-feira, 21 de novembro de 2017

VEREADOR DICINHA DO CALÇAMENTO VISITA A CIDADE DE TUPARETAMA PARA VER MODELO DE PASSARELA


Boa tarde, amigos tabirenses, desde a legislatura passada, em 2014, quando assumi a vaga do vereador licenciado, o amigo Djalma Nogueira, era um sonho atender ao pedido da população do trevo de Tabira/Riacho do Gado caminhar com mais segurança entre essas duas localidades. 

Sendo assim, requiri ao prefeito a construção de uma passarela de pedestres ligando a comunidade do Riacho do Gado ao centro da cidade neste ano, como legítimo representante do povo, na casa Eduardo Domingos de Lima, refiz o pedido através do requerimento e estamos aguardando a sensibilidade do poder executivo, para realização desta grandiosa obra, conforme modelo abaixo, da nossa vizinha cidade Tuparetama. Um forte abraço e firmes na luta!


Fonte: Facebook do Vereador Dicinha do Calçamento.

EM BREVE TEREMOS MAIS UM IMPORTANTE GRUPO SOCIAL NA NOSSA CIDADE, VEM AI O "GRUPO DE SOCORRISTAS VOLUNTÁRIOS DE TABIRA (GSVT)"



Ontem segunda-feira 20/11, tivemos a grata satisfação de receber no PH - Escritório de Serviços a visita do Presidente do Grupo de Socorristas Voluntários de Tabira, O Amigo Hugo Rocha, que me fez um breve relato da boa noticia para o nosso município, a chegada de mais um grupo social organizado;

Gostaríamos de parabenizar toda Diretoria e fundadores do Grupo de Socorristas Voluntários de Tabira, tanto pela formação, como por serem voluntários, pois sabemos o quanto é difícil a pratica do voluntariado nos dias atuais, onde todo mundo está sempre ocupado na busca da sobrevivência.

Conforme me relatou o presidente Hugo Rocha, O Grupo está numa campanha incessante para adquirir recursos para a compra de uma ambulância que será de suma importância para a realização do trabalho, então você que pode ajudar, faça a sua parte, participe! para que futuramente você possa dizer a seus filhos, netos ou bisnetos,"Eu faço parte, Eu contribui nessa importante "Corrente do Bem"


Ainda segundo o presidente O Grupo de Socorristas Voluntários de Tabira - GSVT ficou assim formada:

DIretoria:
Presidente: Hugo Rocha
Secretária: Márcia Miriele
Tesoureira: Andréa Silva
Conselho Fiscal:
Presidente: Maria de Lourdes (Mariquinha)
1º Conselheiro: Iranildo Santos
2º Conselheiro: Pedro Junior.

"A paz que você procura,
está no Bem que você faz"

Por Heleno Trajano.

terça-feira, 14 de novembro de 2017

POR QUE PRECISAMOS DE UM PARTIDO? PCDS NA POLÍTICA.

Resultado de imagem para O PAIS – Partido pela Acessibilidade e Inclusão Social
Amauri Nolasco Sanches Junior
27/08/2017
A vários anos venho escrevendo matérias relacionadas com pessoas com deficiência dentro do escopo inclusão, porque tendo inclusão, tendo uma acessibilidade de verdade, não tendo discriminação e um trabalho descente, sem amarras preconceituosas, todo o resto flui maravilhosamente. Os outros países conseguiram isso, mais ou menos, bem e tranquilo, mas o Brasil está longe de ser modernizado e está longe de ser uma pátria que pessoas com deficiência possam ter uma dignidade. Não temos uma reabilitação de qualidade, não temos uma acessibilidade que possamos andar na rua e ainda, serviços básicos que deveriam funcionar, não funcionam. Para quem possamos recorrer quando serviços como esses que precisamos não existem ou estão precários? A previdência que é o único recurso que possamos nos prover com um dinheiro nosso, querem além de eliminar, não exigem um maior empenho na lei de cotas nas empresas. Há até informações que essa lei, não tem uma fiscalização a pelo menos, uns 5 anos e é verdade, os governos petistas nada fizeram contra a discriminação do trabalho da pessoa com deficiência.

Neste domingo mesmo, tentei ligar para o serviço ATENDE (Serviço de Atendimento Especial), que são vans especiais que a prefeitura de São Paulo administra, e o telefone não atendeu por está congestionado. Para uma consulta em qualquer posto de saúde, pessoas com deficiência devem quase suplicar para o médico ir a sua residência, não querem dar o encaminhamento para conseguir cadeiras de rodas entre outros aparelhos, não querem encaminhar para serviços de reabilitação e muitos mais que daria um livro (aliás, escrevi o Tratado sobreo Capacitismopara tratar sobre esse assunto). Para quem poderemos reclamar ou relatar isso? Nenhum partido, não que eu conheça, tem em seu estatuto uma clausula para defender pessoas com deficiência. Então, porque não apoiar um partido que não só vai defender a acessibilidade e inclusão social das pessoas com deficiência, mas uma ética e valores verdadeiros dentro da política?

Nascido de um sonho de um único cadeirante que se acidentou em um acidente automobilístico, Luiz Carlos de Lima (Lee de Lima), no dia 11 de abril de 2014 nas dependências da Assembleia Legislativa de São Paulo e foi lançado oficialmente. O PAIS (Partido pela Acessibilidade e Inclusão Social), nasceu de uma necessidade real de um partido que não só defenderia as pessoas com deficiência, mas valores reais dentro da política que a muito tempo, foram esquecidos. A ética política é uma ética fundada por Aristóteles, trezentos anos antes de Jesus Cristo, quando ele diz que o ser humano é um animal político. Mas o político que ele fala é o “politikon” que eram os cidadãos livres da polis (eram cidades-estados) que eram, claro, homens, perfeitos, livres e pertenciam a classe dos “aristos”. Os “aristos” eram aqueles que se intitulavam os “melhores”, isso não significaria os ricos, mas aqueles que eram ou se achavam assim, preparados. O que se sabe, é que Aristóteles pensava que um homem ético era um homem virtuoso e isso só seria possível, se ele praticasse a ética aprendida. Para mim, a ética praticada acaba sendo a moral realizada.

Também há um erro muito comum dentro do nosso meio que é achar que o PAIS é um partido só de pessoas com deficiência e não é verdade, pois, o partido ganha grande apoio daqueles que transformam teoria em ação social. O partido quer construir um Brasil moderno sem nenhuma discriminação e desigualdades sociais, e se baseiam para isso na dignidade a pessoa e na justiça, em uma liberdade e em uma democracia e na pluralidade partidária. Com um desenvolvimento econômico-social-sustentável que torne a população da nossa nação ter uma vida muito mais justa e que as pessoas vivam sempre com dignidade. A igualdade de oportunidade só se sustenta quando temos meios, quando temos a acessibilidade e quando temos acesso ao conteúdo daquilo. Mas qual partido que “bate de frente” em empresas que não tem a capacidade de contratar uma pessoa com deficiência? Qual o partido que exige que todos façam uma calçada e que todos respeitam as normas de acessibilidade? Nenhum. Todos estão preocupados em ficar dizendo coisas que não existem, ideologias que não existem com maior força que existiram, não fazem o que tem para ser feito sempre com a ética e valores que devem ser preservados.

Mas que valores temos que preservar? Que valores temos que ter para que isso ocorra? Valores de respeito e ter certeza, que unindo cada vez mais todos num objetivo só, poderemos juntos ser muito mais fortes


sábado, 11 de novembro de 2017

MESA DIRETORA DA CÂMARA DE TABIRA EMITE NOTA SOBRE DEBATE DO CÓDIGO TRIBUTÁRIO

Publicado em Notícias por  em 11 de novembro de 2017

Diante do chamado dos vereadores da oposição para que o povo compareça à Câmara de Tabira na segunda, quando o Código Tributário será votado em 2º turno com o propósito de barrar a votação, a Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Tabira emitiu nota.
Ela trata sobre a votação em 1º turno do Projeto de Lei nº 007/2017, que dispõe sobre o Sistema Tributário Municipal e institui normas de direito tributário a ele aplicáveis. Dia a nota, enviada pela Presidente Nelly Sampaio:
1º- É obrigação dos vereadores legislar, apreciar e alterar as leis apresentadas no Plenário, bem como, emitir os pareceres através das Comissões Permanentes, de acordo com as normas e legislação que regem os processos de tramitação de matérias no Poder Legislativo Municipal;
2º- No caso do projeto de atualização dos tributos municipais, apresentado nesta casa no dia 9 de setembro e com dois meses de discussão entre as bancadas de situação e oposição, tivemos a preocupação de agendar reuniões e sessões extra-pauta para que a matéria fosse amplamente discutida e apreciada por todos os legisladores, além de ouvir advogados tributaristas e funcionários da Secretaria de Finanças para um debate amplo e democrático antes que ocorressem as votações;
3º- Através do Ofício nº 015/2017, enviado à Câmara de Vereadores de Tabira, o Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco nos alertou sobre o cumprimento da Lei Complementar nº 157/2016, e faz a seguinte recomendação:
“o Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco, no exercício das atribuições constitucionais de controle externo, e, com fulcro nos art. 5º e art. 17º da Lei Estadual nº 12.600/2004 – Lei Orgânica do TCE/PE, alerta aos prefeitos que deverão ser feitas alterações no Código Tributário Municipal ou na Lei do Imposto Sobre Serviços do Município devendo enviar a proposta de lei à Câmara de Vereadores, solicitando agilidade em sua aprovação, até o final do exercício de 2017, o que permitirá a cobrança do ISS nas condições da nova Lei em 2018”.
4º- É direito de todos os legisladores apresentarem suas propostas aos projetos através das chamadas emendas parlamentares, atendendo assim os interesses da população ou ainda fazer as correções que acharem necessárias;
5º- Entendemos haver a necessidade de atualização do Sistema Tributário Municipal, haja vista ter passado por alterações no ano de 2006, há exatos 11 anos. Ainda assim, conseguimos manter alguns percentuais inalterados;

6º- Com a aprovação do código, o município terá direito a 5% de todas as transações bancárias e no uso do cartão de crédito. E conclui: “Por fim, a Casa Eduardo Domingos de Lima reitera seu compromisso com a administração pública do nosso município, assim como, defender os interesses da população”.